Páginas Heroicas Digitais (PHD)

Blog Páginas Heróicas Digitais (PHD) sobre as coisas do Cruzeiro Esporte Clube

Páginas Heroicas Digitais (PHD)

02copamerica19: Var assalta diariamente

Comentários

2º RODADA:

Peru 3×1 Venezuela 20jun19ter18h30 Maracanã

Brasil 0x0 Venezuela 20jun19ter21h30 Fonte Nova

Colômbia 1×0 Catar 21jun19qua18h30Morumbi

Paraguai 1×1 Argentina 21jun19qua21h30 Mineirão

Uruguai 2×2 Japão 20jun19qui20h Humaitá (em andamento)

Chile x Equador 21jun10sex20h Fonte Nova

VAR assalta diariamente. Na terça, roubou o Brasil, Na quarta, o Paraguai. Na quinta, o Japão. É um ladrão que não descansa. Vai acabar entrando pra Orcrim.

Uruguai e Japão disputaram o jogo mais animado até agora. Quem foi ao Mineirão ver Messi, não viu ninguém. E os mesa-redondistas culpam os companheiros pelo mau futebol do Messi. Jeca é jeca e ponto final!

0

28 Comments on “02copamerica19: Var assalta diariamente”

  1. BRASIL 0x0 VENEZUELA, 18jun19ter21h30. TEMPO nublado, temperatura 28º, vento 18 Km/h, umidade 70%. LOCAL: Fonte Nova (50 mil), Salvador. MOTIVO: 2ª rodada, Grupo A, Copa América 2019. TRANSMISSÃO: Globo e Sportv. PÚBLICO: 39.622 pagantes, 42.500 presentes, R$8.734.480, média R$220. ARBITRAGEM: ​Julio Bascuñan, Christian Scheimann, Claudio Ríos (Chile). VAR: ​Roberto Tobar (Chile), Fernando Rapallini (Argentina), Alexander Guzmán (Colômbia). AMARELOS: Casemiro, Murillo, Figuera. BRASIL: ​Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva, Filipe Luís; Casemiro (Fernandinho, 57), Arthur, Coutinho; Neres (Cebolinha, 71); Richarlison (Jesus, 46), Firmino. T: Tite. VENEZUELA: Fariñez, Rosales, Osorio, Villanueva, Hernández; Moreno, Herrera (Soteldo, 65), Rincón, Machís (Figuera, 75); Rondón (Martínez, 85), Murillo. T: Rafael Dudamel.

    0
    • O BRASIL marcou três gols, todos anulados, após consultas ao árbitro de vídeo, , e acanpu fozando no zero a zero, com a Venezuela. Com o resultado, alem de n˜ão se classificar antecipadamente, o time canarinho corre até o risco de ficar fora das quartas de final, caso não consiga ao menos empatar com o Peru na próxima rodada. O Brasil jogou melhor do começo ao fim, terminando com 70% de posse de bola, cinco chances pra marcar e três gols anulados. No primeiro tempo, Alisson só assutou-se aos 18, quando um chute de Rondón tirou tinta na baliza brasileira. Por outro lado, Richarlison, Neres e Firmino tiveram chances de abrir o placar. Bob Firmino até conseguiu, aos 37, mas a arbitragem assinalou falta de ataque. Na etapa final, Tite fez três substituições dando mais poder de fogo ao ataque da seleção. Aos 56, Jesus levou perigo. Aos 60, marcou um gol, anulado por Julio Bascuñan com do auxílio do vídeo, por conta de impedimento. Arthur também esteve perto de marcar, com um tiro de média distância. Na reta final, os torcedores começavam a ficar impacientes vaiaram os jogadores brasileiros. Aos 86, porém, o time de Tite quase decidiu o jogo. Coutinho fez o gol que daria a vitória brasileira, após linda arrancada de Everton, desde o meio de campo. Mas, novamente, árbitro, com o auxílio do vídeo, anulou o lance. O jogou se estendeu até 105 minutos e ainda teve mais um lance de perigo em cabeçada de Fernandinho, que passou raspando o poste direito do arco de Fariñez, um ágil arqueiro de apenas 1,78m.

      0
  2. BOLÍVIA 1×3 PERU, 18jun19ter18h30. TEMPO limpo, temperatura 26º, vento 10 Km/h, umidade 70%. LOCAL: Maracanã (78 mil), Rio. MOTIVO: 2ª rodada, Grupo A, Copa América 2019. TRANSMISSÃO: Sportv. PÚBLICO: 17.550 pagantes, R$4.906.195, média R$280. ARBITRAGEM: ​Roddy Zambrano, Christian Lescano, Byron Romero (Equador, VAR: Esteban Ostojich (Uruguai). AMAREOS Chumacero, Fernández, Haquín, Guerrero, Zambrano. GOLS: Moreno, 27 (p), Guerrero, 44, Farfán, 54, Flores, 95. BOLÍVIA: Lampe, Diego Bejarano, Haquín, Jusino, Marvin Bejarano; Justiniano, Saucedo (Fernandéz, 70), Raúl Castro (Álvarez, 80), Saavedra (Vaca, 72), Chumacero; Moreno. T: Eduardo Villegas. PERU: Gallese, Advíncula, Zambrano (Araujo, 84), Abram, Trauco; Tapia, Yotún, Cueva (Flores, 78), Farfán, Polo; Guerrero (Gonzáles, 89). T: Ricardo Gareca.

    0
  3. COLÔMBIA 1×0 CATAR, 19jun19qua18h30. TEMPO limpo, temperatura 20º, vento 5 Km/h, umidade 70%. LOCAL”Morumbi (63 mil), São Paulo. MOTIVO: 2ª rodada, Grupo B, Copa América 2019. TRANSMISSÃO: Sportv. PÚBLICO: 22.079 pag, R$5.385.300, média R$244. ARBITRAGEML Alexis Herrera (Venezuela), Luis Murillo (Venezuela), Nicolas Tarán (Uruguai). VAR: Jesús Valenzuela (Venezuela). AMARELOS: Madibo, Pedro, Afif, Uribe. GOL: Zapata, 85. COLÔMBIA: Ospina; Medina (Arias, 46), Sánchez, Mina, Tesillo; Barrios, Uribe, Cuadrado (Falcao García, 63); James Rodríguez, Zapata, Martínez (Díaz, 74).​ T: Carlos Queiroz. CATAR: Al Sheeb; Pedro Miguel, Hatem (Boudiaf, 65), Khoukhi; Salman, Hassan, Al-Rawi, Madibo, Al Heidos (Doozandeh, 82); Afif, Amoez Abdulla. T: Felix Sánchez.

    0
  4. ARGENTINA 1×1 PARAGUAI, 19jun19qua21h30. TEMPO limpo, temperatura 18º, vento 5 Km/h, umidade 65%. LOCAL: Mineirão (62 mil), Belo Jorizonte. MOTIVO: 2ª rodada, Grupo B, Copa América 2019. TRANSMISSÃO: Sportv. PÚBLICO: 35.265 pagantes, R$6.718.370, média R$191. ARBITRAGEM: Wilton Pereira Sampaio, Marcelo Van Gasse, Rodrigo Corrêa (Brasil). VAR: Leodán Gonzalez (Uruguai). AMARELOS: Armani, Tagliafico, Otamendi, Gómez, Rojas. GOLS: Sánchez, 36, Messi, 56 (p). ARGENTINA: Armani, Casco, Pezzella, Otamendi, Tagliafico; Roberto Pereyra (Agüero intervalo), Paredes, Lo Celso e Rodrigo De Paul (Suárez, 86); Messi, Lautaro (Di María, 66). T: Lionel Scaloni. PARAGUAI: Gatito, Piris, Alonso, Arzamendia; Rojas, Sánchez, Almirón (Ortiz, 85), Matías Rojas; Santander (Óscar Romero, 71), Derlis González (Escobar, 89). T: Eduardo Berizzo.

    0
  5. URUGUAI 2×2 JAPÃO, 20jun19qui20h. TEMPO limpo, temperatura 22º, vento 10 Km/h, umidade 70%. LOCAL: Humaitá (55 mil), Porto Alegre. MOTIVO: 2ª rodada, grupo C, Copa América 2019. TRANSMISSÃO; Sportv. PÚBLICO: 39.733, pres, 33.492 pag, R$6.613.630. RBITRAGEM: Andres Rojas, Alexander Guzman, Wilmar Navarro (Colômbia). VAR: Diego Haro (Peru). AMARELOS: N Ueda, Nakajima. GOLS: Miyoshi, 24, Suárez, 31, Miyoshi, 58, Giménez, 65. URUGUAI: Muslera; Cáceres, Giménez, Godín, Laxalt (González, 72), Bentancur, Torreira, Nández (Arrascaeta, 59), Lodeiro (Valverde, 72); Suárez, Cavani. T: Óscar Tabárez. JAPÃO: Kawashima; Iwata (Tatsuta, 86), Naomichi Ueda, Tomiyasu, Sugioka; Itakura, Shibasaki, Abe (A Ueda, 66), Miyoshi (Kubo, 82), Nakajima; Okazaki. T: Hajime Moriyasu.

    0
  6. VAR virou questão ideológica. Quem defende a estrovenga cria narrativa pra justificar cada erro dela. Ontem, o comentarista do Sportv fez malabarismos pra brigar coma imagem e justificar a marcação do pênalti contra o Japão.

    0
    • Questão ideológica? kkkk… Parece até nosso infame presidente da república tentando a todo momento encaixar palavras e expressões do período eleitoral… rsrs. No caso do VAR é apenas erro humano mesmo. Com ou sem VAR sempre haverá erros técnicos. Faz parte e segue o jogo. Realmente é chato este malabarismo para defender ou atacar o VAR. Mas é interessante como a tecnologia que seria para ajudar a arbitragem a decidir lances capitais acabou se transformando em grande dor de cabeça para os juízes. Pois agora todas as partes envolvidas avaliam sob mesma visão algo que, anteriormente, estaria sob ângulo e interpretação do árbitro (situação que amenizava a culpa sobre os erros, por evitar discussões mais profundas). Com o passar do tempo, caso não haja um melhor entendimento de todos (árbitros, jogadores, técnicos, clubes, jornalistas…) sobre o uso desta tecnologia, creio que os próprios árbitros iniciarão campanha para suspender o VAR em competições.

      0
      • Sindico, rs… esse fanatismo político está embaçando sua visão. Marcus – “próprios árbitros iniciarão campanha para suspender o VAR”, jamé!!! Pois o VAR reduziu o tempo ocioso, sem faturar, da arbitragem, rendendo mais grana para seus bolsos.

        0
      • mrr não se esquece jamais do Bolsonaro. Daqui a pouco traz também o tal do olavo pra conversa. Uma hora essa ressaca pela derrota tem que acabar…

        0
  7. A devassa que a mídia, principalmente rural, faz no Cruzeiro, dando destaque diário a condutas que o Cruzeiro não inventou, muitas delas utilizadas, sem holofotes, pelo rival, ao longo da história, dá ideia do tipo de Cruzeirense que está a serviço das Frangas “em prol do melhor para o Cruzeiro” e o quanto é séria a crítica à isenção e credibilidade desses “meios de comunicação “. Anotem isso, perder a paciência com um perna-de-pau, ok, pedir cabeça de treinador é corneta estridente mas ok também, mas jogar o nome do Cruzeiro no fogo é sempre risco muito grande para nós que o amamos, fica a dica. Outra coisa é achar boa a investigação e querer um clube limpo e equacionado.

    0
    • Vamos ver se, no final da encrenca, o clube adota regras pra evitar desvios de conduta. Se não criar algumas, haverá sempre o risco de frecidiva.

      0
  8. Passagem melancólica dos hermanos por BH. Hospedaram-se no CT das frangas, precisaram de VAR pra empatar com o poderoso Paraguai e, pra fechar com chave de ouro, não deram nem um tchauzinho pra torcida na hora de deixar a cidade. Tá dura a vida pra brasileiros jecas e messizetes.

    0
  9. TEM QUE DESENHAR, PORRA? Ideologia não é algo que só um lado tem, catso! Neste caso, tem nada que ver com Bolso x Orcrim. Em vez de se contentarem com as migalhas catadas nas redes, leiam coisas sérias! A ideologia a que me refiro é a que decorre do politicamente correto. É a do “mundo melhor”, da “sociedade justa”, “futebol justo” e besteiras afins. Jornalistas e torcedores que abraçam essas causas perderam o senso crítico. Agora são obrigados a acreditar que o Var é o Messias que veio redimir os pecados do futebol. Daí os contorcionismos como o do comentarista do Sprtv, ontem, pra justificar um pênalti inexistente marcado a favor do Uruguai.

    0
    • Mas quem gosta do VAR não tem o direito de defendê-lo, com ou sem contorcionismos, malabarismos e outros recursos “retórico-circenses” ?

      0
      • Algo me diz que o VAR, ou pelo menos o VAR como nós o conhecemos hoje, não veio pra ficar. Não tenho todas as informações sobre o assunto mas começo a achar que, em virtude de alguns “efeitos colaterais” não previstos pelos entusiastas do uso da tecnologia como apoio à arbitragem do futebol, o sistema num médio prazo, pode ser descartado ou bastante modificado. É esperar pra ver.

        0
  10. FUTEBOL já teve 1 juiz, agora já são 8. E ainda tem o custo da esttovenga do Var. Tá bem mais caro. Adivinhem quem paga.

    0
  11. YASMANI LÓPEZ, capitão da seleção de futebol de Cuba, abandonou a delegação na Copa Ouro da Concacaf, disputada nos Estados Unidos. Alguns meios de comunicação disseram que foi o “o primeiro dos jogadores de futebol cubanos a fugir” neste evento, como se outros pudessem segui-lo.
    Como em outras ocasiões, a chefia da delegação demorou a fazer declarações, aguardando instruções de Havana, que por sua vez esperava medir a repercussão do evento. Finalmente, o diretor da seleção, Raul Mederos, reconheceu o fato, que ocorreu após o primeiro jogo contra o México. “A equipe, como todos sabem, não está na Copa de Ouro com a delegação completa”, disse Mederos, “ele deixou a concentração na noite de sábado, por decisão própria. Somos 30 integrantes e não temos nada com isto”, disse ele em coletiva antes do segundo jogo contra a Martinica.
    A declaração curiosa revela o temor de que Havana queira saber se há cúmplices do “desertor” e também revela que 1/3 do grupo é composto de “não-atletas”, o que é comum nestas delegações participantes de eventos internacionais, para se evitar fugas”.
    O capitão é um beque de 31 anos que estreou na seleção na Copa Ouro de 2013 e desde então se tornou peça importante do elenco. Suas últimas palavras foram: “Nós entramos em campo pra dar o que temos de melhor, que é o coração”.
    Fonte: 14 y 1/2, La Habana

    0
  12. CASCO, lateral do River, foi suspenso pela Conmebol e não enfrentará o Cruzeiro no jogo de ida das oitavas da Libertadores, em Buenos Aires.

    0
  13. NEYMAR vale R$1,3 bilhão, segundo o Paris. Barcelona oferece R$1 bilhão e o Real estaria disposto dobrar a oferta do rival. É muito dinheiro prum cara dado como acabado por jornalistas burros e torcedores idiotas desta roça.

    0
  14. EQUADOR 1×2 CHILE, 21jun19sex20h. TEMPO nublado, temperatura 25º, vento 10 Km/h, umidade 75%. LOCAL: Fonte Nova (50 mil), Salvador. MOTIVO: 2ª rodada, Grupo C, Copa América 2019. TRANSMISSÃO: Sportv. PÚBLICO: 11.946 pag, R$2.551.770, média R$220. ARBITRAGEM: ​Patrício Lostau, Juan Belatti, Ezequiel Brailovsky (Argentina. VAR: Wilmar Roldán (Colômbia). AMARELOS: Méndez, Mena, Arboleda, Gruezo, Velasco, Arias, Beausejour, Isla, Vidal. VERMELHO: Achilier, 89. GOLS: Fuenzalida, 6, Enner, 25 (p), Sánchez, 50. EQUADOR: Domínguez, Velasco, Achilier, Arboleda, Ramírez; Gruezo, Méndez (Antonio Valencia, 59), Orejuela; Ibarra (Garcés, 68), Mena (Preciado, 81), Enner Valencia. T: Hernán Gómez. CHILE: Arias, Isla, Medel, Maripán, Beausejour; Pulgar, Aránguiz, Vidal (Jara, 91); Fuenzalida (Díaz, 69), Vargas (Hernández, 84), Alexis Sánchez. T: Reinaldo Rueda.

    0