Pantera pronta pra estreia

Por SÍNDICO | Em 16 de janeiro de 2018

FÁBIO VELAME

Sem calendário pra disputar futebol profissional no segundo semestre de 2017, o Democrata realizou uma peneira em agosto. O projeto de captar novos valores da região teve ajuda dos empresários Rafael Coelho e Fábio Leandro. Foram selecionados 30 atletas pra formar uma equipe de base, visando a disputa do  Mineiro Sub20 em 2018. O técnico Gilmar Estevam (que na época ainda não estava acertado com o clube) também participou da seleção, comandando as avaliações.

Já o elenco profissional foi apresentado só em 29Nov, após a eleição do conselho deliberativo. Dentre os 32 atletas, os mais conhecidos eram o meia Ramon (ex-Atlético), o beque Mateus (ex-Cruzeiro) e o lateral-direito Alan, que foi um dos destaques da equipe no estadual de 2017. Dentre os 32 jogadores apresentados, 10 saíram da peneira. Um dia depois, começaram os trabalhos no José Mammoud Abbas, com avaliações físicas e atividades integradas comandadas pela comissão técnica.

Entre  05 e 20Dez, a Pantera trabalhou em Itabirinha, onde fez quatro jogos-treinos contra times amadoras da região. Em 09Dez, venceu o Sete de Setembro de Mendes Pimentel por 7×1. Uma semana depois, fez 2×0 no Apolo de Itabirinha. Em 18Dez, com jogadores da base e jogadores em avaliação, foi derrotado por 2×1 pelo Internacional de Vargem Grande. Finalmente, em 19Dez, fez 7×1 na seleção de Mathias Lobato.

Em 21Dez, os atletas foram liberados pra Natal, voltando às atividades seis dias depois. No retorno,  alguns dos 32 jogadores que participaram da primeira parte da pré-temporada em Itabirinha foram dispensados. Com o elenco enxuto, o alvinegro fez seu 5º jogo-treino, aplicando 8×1 na seleção de Iapu.

No início de janeiro, a Pantera encarou o time do Real Noroeste da 1ª divisão capixaba duas vezes. No primeiro amistoso, dia 6, em Águia Branca, 1×1. Na volta, dia 9, uma decepção, com a derrota por 1×0, no Mamudão. No dia seguinte, o meia Ramon e o zagueiro Mateus foram desligados. O clube não emitiu nota oficial sobre as dispensas dos atletas. Em contrapartida, anunciou a chegada do meia Leandro Motta, criado na base do Vasco, que estava jogando em Malta.

Nesses últimos dias antes da estreia no estadual, o técnico Gilmar Estevam tem trabalhado muito o aspecto tático. A equipe-base já está na cabeça dele, pois o que tenho visto nos treinos é a repetição de alguns nomes atuando como titulares. Um dos nomes certos, era o meia-atacante Marcinho, que acabou sentindo uma lesão muscular no jogo contra o Real Noroeste e está vetado pra estreia no Mineiro.

Embora ressabiada por causa do mau desempenho no último amistoso, a torcida está com muita expectativa,  A esperança é de um desempenho bem melhor do que o de 2017, quando o clube só se livrou do rebaixamento na penúltima rodada. A estreia será nesta quarta, no Mammoud Abbas, às 20h30, contra a Caldense. Os ingressos estão à venda: R$50 (cadeira), R$30 (arquibancada cimento), R$30 (arquibancada metálica) e R$15 (geral).

Fábio Velame, 32 anos, jornalista, é de Governador Valadares, jornalista.  fabio@gvesportes.com.br e www.gvesportes.com.br

Cruzeiro 0x1 São Paulo: Venceu o melhor

Por SÍNDICO | Em 15 de janeiro de 2018

O Cruzeiro começou dando susto no tricolor. Aos 2, Marcelo soltou uma bomba, da meia lua, o goleiro Júnior espalmou e ele bateu no travessão e quicou na pequena área. O São Paulo respondeu logo. Toró puxou a bola da pontesquerda pro meio da área e chutou cruzado. Brazão fez uma defesaça.

Daí em diante, o São Paulo tomou conta do jogo, com um grande repertório de jogadas criadas por seu meio campo. O Cruzeiro, com o beque Cacá improvisado na volância ao lado do batalhador Márcio, defendeu-se bem, mas só tinha uma jogada ofensiva: os esticões da defesa procurando ponta Vitinho.

Na volta do intervalo, porém, Marcelo repetiu o que fez no princípio da primeira etapa e incomodou o São Paulo outra vez. O atacante do Cruzeiro aplicou um belo chapéu sobre Walce e correu em direção à área aos quatro minutos. A finalização, contudo, foi por cima da meta.

A etapa final começou com o Cruzeiro tentando atacar mais, saindo do pressão constante. mas foi justamente quando time celeste começava a ter volume de jogo, que tomou o gol. Aos 13, Liziero lançou Igor nas costas da bqueira. O meia só teve o trabalho de tirar a bola do alcance do goleiro celeste pra fazer o gol decisivo.

O Cruzeiro tentou reagir, com as entradas de Zé Gabriel, João Diogo e João Luiz, mas só molestou a defesa paulista, no fim da partida, quando Marcelo fez bela jogada pela esquerda e cruzou rasteiro pra finalização de João Diogo e defesa de Júnior.

CRUZEIRO 0x1 SÃO PAULO, 15jan18seg20h. TEMPO nublado, temperatura 26º, vento 11 Km/h, umidade 71%. LOCAL: Santa Cruz (35 mil), Ribeirão Preto. TRANSMISSÃO: Sportv e Espn, às 20h. PÚBLICO: 8.000 (estimativa). ARBITRAGEM: Rodrigo Domingues, Fabio Baesteiro, Ademilson Cipriano. AMARELOS: Cacá, 57, Zé Gabriel, 92. GOLS: Igor, 58. CRUZEIRO: Brazão — Lucas Soares, Rissi, Edu (Zé Gabriel, 69), Raphinha — Cacá, Márcio — Cesinha, Alesson (João Luiz, 69) — Vitinho (João Diogo, 74), Marcelo. T: Emerson Ávila. SÃO PAULO: Júnior — Tuta, Walce, Rodrigo, Liziero — Cássio, Luan — Antony (Helinho, 46), Igor (Oliveira, 83), Antony, Toró — Gabriel Novaes (Fabinho, 58). T: André Jardine.

Sócio-camisa, uma nova modalidade

Por SÍNDICO | Em 15 de janeiro de 2018

Cruzeiro e Umbro lançarão uma nova camisa do Cabuloso em fevereiro.  Mais uma! Estão lançando camisa nova a cada 4 meses. 

O colecionador compra e lota todos os armários da casa. Até o dia em que sua patroa dá um ultimato: “Ou eu ou elas!”.  

O melhor seria o cidadão que não vai a campo, nem se associa, comprar a camisa pra crianças em situação de risco: sobrinhos, netos e filhos de amigos que estão com um pé no galinheiro.

Teríamos assim, o sócio-camisa, o cara que contribuiria comprando a azul-estrelada e mais nada. Vc se associria nesta modalidade, Economista?

NFL neste domingo: Semifinais de conferência

Por SÍNDICO | Em 14 de janeiro de 2018

As semifinais das Conferências seguem neste domingo com mais dois jogos.

JACKSONVILLE JAGUARS x PITTSBURGH STEELERS. Heinz Field (68.400), Pittsburgh, Pensilvânia. ESPN, 16:05 h (horário de Brasília).

Antes dessa temporada, o último título de divisão do Jaguars tinha sido conquistado em 99. Desde então, esta foi apenas a 3ª classificação para os playoffs. E veio com uma recuperação incrível. De um 3-13 em 2016, segunda pior campanha da Conferência, pulou para os 10-6 que lhe valeram o título da divisão Sul da AFC. O Jaguars tenta repetir a façanha da Semana 5, quando impôs categóricos 30-9 ao Steelers, no Heinz Field. Vai precisar de outra performance de alto nível da sua defesa, 2ª melhor da temporada e 1ª contra o jogo aéreo, bem como do ataque, 1º no jogo corrido.

Com seis títulos, o Steelers é o maior vencedor do Super Bowl. Tenta não só ampliar esta marca como evitar que seja igualado pelo Patriots. Apesar da boa performance do Jaguars na temporada, o Steelers entra como favorito disparado. A derrota da Semana 5 ficou para trás. Na sequência do desastre, a equipe embalou e venceu 10 dos últimos 11 jogos. Para chegar a sua segunda final de Conferência consecutiva vai precisar de um desempenho perfeito do seu poderoso e entrosado trio ofensivo, formado por Big Ben, Le´Veon Bell e Antonio Brown. O problema é que Brown, melhor recebedor da temporada, se recupera de uma contusão na panturrilha e é dúvida para o jogo.

PITTSBURGH STEELERS

  • Campanha: 13-3 (6-2 em casa, 7-1 fora). 1º na AFC Norte, 2º na Conferência.
  • Playoffs: 30ª classificação, 4ª consecutiva. 59 jogos, 36-23. Disputou 8 Super Bowl, conquistou 6 (74,75,78, 79, 05, 08) e perdeu 2 (95,10).
  • Posição nos rankings: defesa – 5º; ataque – 3º; passes – 3º; corridas – 20º; pontos – 8º (25.4).
  • Principais jogadores: Ben Roethlisberger, QB, 35 anos, 14ª temporada, 28 TD (5º), 14 INT (4º), 4.251 jardas lançadas (5º) / Le’Veon Bell, RB, 25 anos, 5ª temporada, 321 corridas – 1.291 jardas (3º), 85 recepções – 655 jardas, 9 TD (3º) / Antonio Brown, WR, 29 anos, 8ª temporada, 101 recepções – 1.533 jardas (1º), 9 TD (4º) / JuJu Smith-Schuster, WR, 21 anos, 58 recepções – 917 jardas, 7 TD / Cameron Heyward, DE, 28 anos, 7ª temporada, 45 tackles, 12.0 sacks (8º) / Kicker: Chris Boswell, 26 anos, 3ª temporada, 35-38 FG – 92.1%.
  • Técnico: Mike Tomlin, 45 anos, 11ª temporada, 8ª classificação para playoffs. Temporada regular: 116-60. Playoffs: 8-6. Super Bowl: 1-1. 

JACKSONVILLE JAGUARS

  • Temporada Regular: 10-6 (6-2 em casa, 4-4 fora). 1º na NFC Sul, 3º na Conferência. No wild card, vitória sobre Bills, 10-3.
  • Playoffs: 7ª participação desde 95, ano de sua fundação, 1ª desde 07. 12 jogos, 6-6. Nunca chegou ao Super Bowl.
  • Posição nos rankings: defesa – 2º; ataque – 6º; passes – 17º; corridas – 1º; pontos – 5º (26.1)
  • Principais jogadores: Blake Bortles, QB, 25 anos, 4ª temporada, 21 TD, 13 INT, 3.687 jardas, 315-523 passes – 60.2% / Leonard Fournette, RB, 22 anos, 1ª temporada, 268 corridas – 1.040 jardas (8º), 36 recepções – 302 jardas, 9 TD (3º) / Keelan Cole, WR, 24 anos, 1ª temporada, 42 recepções – 748 jardas, 3 TD / Calais Campbell, DE, 31 anos, 10ª temporada – 1ª na equipe, 67 tackles, 14.5 sacks (2º), 3 FF / J. Bouye, CB, 26 anos, 5ª temporada – 1ª na equipe, 56 tackles, 6 INT (3º) / Kicker: Josh Lambo, 27 anos, 3ª temporada – 1ª na equipe, 19-20 FG – 95.0%.
  • Técnico: Doug Marrone, 53 anos, 4ª temporada como técnico principal – 2ª na equipe. 50 jogos, 26-24. Na equipe: 18 jogos, 11-7. Em playoffs: 1 jogo, 1-0.

NEW ORLEANS SAINTS x MINNESOTA VIKINGS. U.S. Bank Stadium (66.655), Minneapolis, Minnesota. ESPN, 19:40 h.

Quando o Saints perdeu seus dois primeiros jogos parecia que não ia chegar longe na temporada. Mas na sequência, comandado pelo sempre eficiente Drew Brees, a equipe emendou 8 vitórias seguidas e entrou na briga. Na reta final perdeu um pouco do fôlego, mas as 3 vitórias nos últimos 6 jogos foram suficientes para assegurar o título da disputadíssima NFC Sul. O ataque foi o 2 º da temporada regular, 5º nos passes e nas corridas. Seus dois principais RB, Mark Ingram e Alvin Kamara, somaram mais de 1.500 jardas cada um, entre corridas e recepções. Um trunfo que pode ser decisivo no confronto com a melhor defesa da Liga.

O Vikings fez sua melhor campanha na Liga desde 98, mesmo perdendo Sam Bradford, seu QB titular, logo no primeiro jogo da temporada, lesionado no joelho justamente uma vitória sobre o Saints.  O reserva Case Keenum assumiu o posto e, se não brilhou, também não fez feio. Depois de um início irregular, o Vikings venceu 11 dos 12 jogos seguintes e garantiu por antecipação o título da NFC Norte. Em boa parte, graças a uma defesa eficiente, a melhor da temporada regular em jardas cedidas aos oponentes e 2ª melhor contra passes e corridas.  Uma motivação extra é que, caso chegue ao Super Bowl, o Vikings irá jogar em casa, no U.S. Bank Stadium, inaugurado em julho de 16.

NEW ORLEANS SAINTS

  • Temporada Regular: 11-5 (7-1 em casa, 4-4 fora). 1º na NFC Sul, 4º na Conferência. No wild card, vitória sobre o Panthers, 31-26.
  • Playoffs: 11ª participação desde 87, 1ª desde 13. 17 jogos, 8-9. Disputou 1 Super Bowl, venceu (09).
  • Posição nos rankings: defesa – 17º; ataque – 2º; passes – 5º; corridas – 5º; pontos – 4º (28.0)
  • Principais jogadores: Drew Brees, QB, 38 anos, 17ª temporada – 12ª na equipe, 23 TD, 8 INT, 4.334 jardas (4º), 386-536 passes – 72.0% / Mark Ingram, RB, 28 anos, 7ª temporada, 230 corridas – 1.124 jardas (5º), 58 recepções – 416 jardas, 12 TD (2º) / Alvin Kamara, RB, 22 anos, 1ª temporada, 120 corridas – 728 jardas, 8 TD (6º), 81 recepções – 826 jardas, 5 TD / Michael Thomas, WR, 24 anos, 2ª temporada, 104 recepções – 1.245 jardas (6º), 5 TD / Cameron Jordan, DE, 28 anos, 7ª temporada, 62 tackles, 13.0 sacks (5º), 2 FF, 1 INT / Kicker: Wil Lutz, 23 anos, 2ª temporada, 31-36 FG – 86.1%.
  • Técnico:Sean Payton, 54 anos, 11ª temporada, 6ª classificações para playoffs. Temporada regular: 105-71. Playoffs: 7-4. Super Bowl: 1-0.  

MINNESOTA VIKINGS

  • Temporada Regular: 13-3 (7-1 em casa, 6-2 fora). 1º na NFC Norte, 2º na Conferência.
  • Playoffs: 29ª participação desde 68, 3ª em 8 temporadas, 1ª desde 15. 47 jogos, 19-28. Disputou 4 Super Bowl e perdeu todos (69, 73, 74, 76).
  • Posição nos rankings: defesa – 1º; ataque – 11º; passes – 11º; corridas – 7º; pontos – 10º (23.9)
  • Principais jogadores: Case Keenum, QB, 29 anos, 6ª temporada – 1ª na equipe, 22 TD, 7 INT, 3.547 jardas, 325-481 passes – 67.6%, 40 corridas – 160 jardas / Latavius Murray, RB, 27 anos, 4ª temporada – 1ª na equipe, 216 corridas – 842 jardas, 8 TD (6º) / Adam Thielen, WR, 27 anos, 4ª temporada, 91 recepções – 1.276 jardas (5º), 4 TD / Everson Griffen, DE, 30 anos, 8ª temporada, 45 tackles, 13.0 sacks (4º), 3 FF / Eric Kendricks, MLB, 25 anos, 3ª temporada, 113 tackles, 1.0 sacks, 1 INT / Kicker: Kai Forbath, 30 anos, 7ª temporada – 2ª na equipe, 32-38 FG – 84.2%.
  • Técnico:Mike Zimmer, 61 anos, 4ª temporada, 2ª classificação para playoffs. Temporada regular: 39-25. Playoffs: 0-1. 

Angelici ensina

Por SÍNDICO | Em 14 de janeiro de 2018

Daniel Angelici, presidente do Boca, revelou ter oferecido US$15 milhões por Lautaro Martínez, atacante do Racing. A proposta foi recusada.

“Por que o senhor não tentou o Lucas Pratto”, perguntou-lhe um repórter. A resposta foi uma aula: “Como administrador do clube, não invisto em quem não tem valor de revenda”.

“Mas o senhor contratou o Tévez…”, insistiu o repórter. “Ele estava livre no mercado, não houve investimento”, explicou Angelici.

Cartolas do Cruzeiro já foram assim. Hoje são assados. Ou melhor, estão assando a Raposa, com dívidas difíceis de pagar no futuro.

NFL neste sábado: Semifinais de conferência

Por SÍNDICO | Em 13 de janeiro de 2018

MAURO FRANÇA

Neste final de semana, a NFL se agita com a disputa do Divisional Round, as semifinais de Conferência. As equipes de melhor campanha na temporada regular jogam contra as sobreviventes do Wild Card. Não há meio termo. Os vencedores se credenciam à final de cada Conferência e mantém vivas as chances de chegar ao Super Bowl. Os perdedores voltam pra casa e vão planejar a próxima temporada.

JOGOS DE SÁBADO

ATLANTA FALCONS x PHILADELPHIA EAGLES. Lincoln Financial Field (69.176), Philadelphia, Pensilvânia. ESPN, 19:35 h (horário de Brasília).

Liderado pelo explosivo QB Carson Wentz, 25 anos, o Eagles era uma das sensações da temporada. Até que na Semana 14, com a classificação aos playoffs já praticamente assegurada, Wentz rompeu o ligamento cruzado do joelho esquerdo e o futuro da equipe virou um grande ponto de interrogação. O destino da equipe está nas mãos de Nick Foles, draftado em 2012 pelo próprio Eagles, com apenas uma temporada completa no currículo desde então.

O Falcons busca sua redenção depois do vexame no Super Bowl 51, quando abriu uma vantagem de 28-3 no início do 3º quarto e acabou permitindo a virada dos Patriots. Nesta temporada teve um início irregular, com 4-4 até a Semana 9, mas depois se firmou e venceu 6 dos últimos 8 jogos, o suficiente para garantir a última vaga da Conferência. No wild card, venceu com certa facilidade o LA Rams, fora de casa.

PHILADELPHIA EAGLES

  • Temporada Regular: 13-3 (7-1 em casa, 6-2 fora). 1º na NFC Leste, 1º na Conferência.
  • Playoffs: 22ª participação desde 78. Volta depois de 3 temporadas ausente. 35 jogos, 15-20. Disputou 2 Super Bowl (81, 05), perdeu ambos.
  • Posição nos rankings: defesa – 4º; ataque – 7º; passes – 13º; corridas – 3º; pontos – 3º (28.6).
  • Principais jogadores: Nick Foles, QB, 28 anos, 6ª temporada – 4ª na equipe, 3 jogos, 5 TD, 2 INT, 537 jardas / LeGarrett Blount, RB, 31 anos, 9ª temporada – 1ª na equipe, 173 corridas – 766 jardas, 2 TD / Jay Ajayi, RB, 24 anos, 3ª temporada – 1ª na equipe, 208 corridas – 873 jardas, 1 TD / Zach Ertz, TE, 27 anos, 5ª temporada, 74 recepções – 824 jardas, 8 TD / Alshon Jeffery, WR, 27 anos, 6ª temporada – 1ª na equipe, 57 recepções – 789 jardas, 9 TD (4º) / Brandon Graham, DE, 29 anos, 8ª temporada, 47 tackles, 9.5 sacks / Kicker: Jake Elliott, 22 anos, 1ª temporada, 26-31 FG – 83.9%.
  • Técnico: Doug Pederson, 49 anos, 2ª temporada como técnico principal, 32 jogos, 20-12, 1ª participação em playoffs. 

ATLANTA FALCONS

  • Temporada Regular: 10-6 (5-3 em casa, 5-3 fora). 3º na NFC Sul, 6º na Conferência. No wild card, vitória sobre o LA Rams, 26-13.
  • Playoffs: 14ª participação desde 78, 2ª consecutiva. 23 jogos, 10-13. Disputou 2 Super Bowl (99, 17), perdeu ambos.
  • Posição nos rankings: defesa – 9º; ataque – 8º; passes – 8º; corridas – 13º; pontos – 15º (22.1)
  • Principais jogadores: Matt Ryan, QB, 32 anos, 10ª temporada, 20 TD, 12 INT, 4.095 jardas (6º), 342-529 passes – 64.7% / Devonta Freeman, RB, 25 anos, 4ª temporada, 196 corridas – 865 jardas, 36 recepções – 317 jardas, 7 TD / Julio Jones, WR, 28 anos, 7ª temporada, 88 recepções – 1.444 jardas (2º), 3 TD / Mohamed Sanu, WR, 28 anos, 6ª temporada – 2ª na equipe, 67 recepções – 703 jardas, 5 TD / Deion Jones, MLB, 23 anos, 2ª temporada, 138 tackles (4º), 1.0 sacks / Kicker: Matt Bryant, 42 anos, 17ª temporada – 9ª na equipe, 34-39 FG – 87.2%.
  • Técnico: Dan Quinn, 47 anos, 3ª temporada como técnico principal, 48 jogos, 29-19. Em playoffs: 4 jogos, 3-1. Super Bowl: 1 (17), derrota para o Patriots. 

TENNESSEE TITANS x NEW ENGLAND PATRIOTS. Gillette Stadium (66.829), Foxborough, Massachussetts. ESPN, 23:15 h.

Anos após ano, o Patriots domina não só a divisão Leste como a própria AFC. Tom Brady e Bill Belichick seguem acumulando recordes e títulos, tendo conquistado 2 dos últimos 3 Super Bowl. Na temporada regular, o Patriots teve o melhor ataque e Brady liderou o ranking dos QB em jardas conquistadas. A defesa, no entanto, foi apenas a 29ª. Ainda assim, o Patriots, jogando em casa, onde dificilmente perde, aparece como favorito disparado.

O Titans tem pela frente uma missão quase impossível, considerando não apenas a força do Patriots como o seu retrospecto recente. Na reta final da temporada regular, a equipe perdeu 3 dos últimos 4 jogos e se classificou na bacia das almas, muito mais pelos vacilos dos concorrentes do que pelos seus próprios méritos. A vitória de virada sobre os Chiefs, fora de casa, com uma grande atuação do QB Marcus Mariota, elevou a confiança da equipe. Resta saber se apenas isto será suficiente para chegar à vitória.

NEW ENGLAND PATRIOTS

  • Temporada Regular: 13-3 (6-2 em casa, 7-1 fora). 1º na AFC Leste, 1º na Conferência. No wild card, vitória sobre o LA Rams, 26-13.
  • Playoffs: 19ª participação desde 70, 9ª consecutiva, 15ª nas últimas 17 temporadas. 49 jogos, 31-18. Disputou 9 Super Bowl, perdeu 4 (86, 97, 08, 12), venceu 5 (02, 04, 05, 15, 17).
  • Posição nos rankings: defesa – 29º; ataque – 1º; passes – 2º; corridas – 10º; pontos – 2º (28.6)
  • Principais jogadores: Tom Brady, QB, 40 anos, 18ª temporada, 32 TD (3º), 8 INT, 4.577 jardas (1º), 385-581 passes – 66.3% / Dion Lewis, RB, 27 anos, 6ª temporada – 3ª na equipe, 180 corridas – 896 jardas, 32 recepções – 214 jardas, 6 TD / Rob Gronkowski, TE, 28 anos, 8ª temporada, 69 recepções – 1.084 jardas, 8 TD / Brandin Cooks, WR, 24 anos, 4ª temporada – 1ª na equipe, 65 recepções – 1.082 jardas, 7 TD / Devin McCourty, FS, 30 anos, 8ª temporada, 97 tackles, 1.0 sacks, 1 INT / Kicker: Stephen Gostkowski, 33 anos, 12ª temporada, 37-40 FG – 92.5%.
  • Técnico:Bill Belichick, 65 anos, 23ª temporada, 18ª pela equipe, 16 classificações para playoffs, 15 pela equipe. Temporada regular: 250-118 (214-74 pela equipe). Playoffs: 26-10 (25-9 com a equipe. Super Bowl: 5-2.  

TENNESSEE TITANS

  • Temporada Regular: 9-7 (6-2 em casa, 3-5 fora). 2º na AFC Sul, 5º na Conferência. No wild card, vitória sobre o Chiefs, 22-21.
  • Playoffs: 17ª participação desde 70, 10 como Houston Oilers e 7ª com o nome atual, desde 99. 29 jogos, 13-16. Disputou 1 Super Bowl (99) e, perdeu.
  • Posição nos rankings: defesa – 13º; ataque – 23º; passes – 23º; corridas – 15º; pontos – 19º (20.9)
  • Principais jogadores: Marcus Mariota, QB, 24 anos, 3ª temporada, 13 TD, 15 INT, 3.232 jardas, 281-453 passes – 62.0%, 60 corridas – 312 jardas / Derrick Henry, RB, 24 anos, 2ª temporada, 176 corridas – 744 jardas, 5 TD / Delanie Walker, TE, 33 anos, 12ª temporada – 5ª na equipe, 74 recepções – 807 jardas, 3 TD / Rishard Matthews, WR, 28 anos, 6ª temporada – 2ª na equipe, 53 recepções – 795 jardas, 4 TD / Wesley Woodyard, ILB, 31 anos, 10ª temporada – 4ª na equipe, 124 tackles, 5.0 sacks / Kicker: Ryan Succop, 31 anos, 9ª temporada – 4ª temporada, 35-42 FG – 83.3%.
  • Técnico:Mike Mularkey, 56 anos, 6ª temporada como técnico principal, 3ª pela equipe, 1ª classificações para playoffs. Temporada regular: 36-53 (20-21 pela equipe). Playoffs: 1-0. 

Cruzeiro 1-6×1-5 Paraná: Avançou!

Por SÍNDICO | Em 13 de janeiro de 2018

O Cruzeiro avançou para a 4ª etapa na Copa São Paulo de Futebol Júnior eliminando o Paraná por 6×5 nos pênaltis, após empate de 1×1 no tempo regular, no José Lancha Filho, em Franca.

O campeão brasileiro começou melhor, com muito volume de jogo no ataque. Cacá teve a primeira grande chance cabeceando bola e escanteio de Marcelo, que obrigou o goleiro Guilherme a fazer uma defesaça. Aos 12, aconteceu o gol. Vitinho driblou o marcador na direita e cruzou de pé trocado, Alesson cabeceou forte e marcou. A partir daí, o Paraná cresceu, pressionou bastante, fez o Cruzeiro se manter na defesa, mas não aproveitou três boas oportunidades pra empatar.

O time celeste voltou melhor na etapa final, amarrando o Paraná, que não conseguia mais encontrar caminhos pra chegar ao ataque. Oportunidades surgiram e foram desperdiçadas. Na reta final, o técnico Luciano Simm, da Gralha, trocou até beque por atacante e partiu pra cima criando várias chances de empatar. Uma delas, Brazão salvou. Outra, Keslley chutou pra fora. A recompensa pela ousadia veio aos 87. Birigui cruzou da direita, Paulinho não conseguiu cortar e Sene ficou livre pra ajeitar e fuzilar. Brazão chegou a desviar a bola, mas ela foi pra rede. Aos 92, Brazão teve que intervir novamente, em finalização à queima-roupa de Andrey, mantendo o Cruzeiro vivo na competição.

Na disputa de pênaltis, cada time cobrou sete. O Cruzeiro perdeu um e o Paraná dois. Foram duas bolas no no poste, uma de cada time, e uma do Paraná pra fora. E o Cruzeiro avançou pra jogar contra São Paulo ou Botafogo de Ribeirão Preto na próxima rodada.

CRUZEIRO 1×1 PARANÁ, 13jan17sab11h, TEMPO nublado, temperatura 25º, vento  12 Km/h, umidade 61%. LOCAL: Lancha Filho (14 mil), Franca. TRANSMISSÃO: Sportv. PÚBLICO: 2.000 (estimativa). ARBITRAGEM: José Araujo Ribeiro, Gilberto Romachelli, Nilton Correia (SP). AMARELOS: Bruno, 53, Thawan, 56, Andrey, 66. GOLS: Alesson, 12, Sene, 87. PÊNALTIS: Para o Cruzeiro, Marcelo, Cesinha, Márcio, Vander, Paulinho, Raphinha acertaram, João Luiz perdeu. . Para o Paraná, Birigui, Rian, Allexson, Andrey, Sene marcaram, Marcelo perdeu. CRUZEIRO: Brazão — Paulinho, Cacá, Rissi (Edu, 83), Raphinha — Márcio, Vander — Vitinho (Tiago Reis, 93), Alesson (Cesinha, 55), Marcelo — João Diogo (João Luiz, 66). T: Emerson Ávila. PARANÁ: Guilherme — Thawan (Birigui, 84), Gaevicz, Paulo Fales (Keslley, 84), Marcelo Claus — Bruno, Matheus Silva, Allexson,  Warley (Rian, 76)– Andrey, Rodrigo Carioca (Lucas Sene, 37). T: Luciano Simm.

Cruzeiro 3×1 Ipatinga: Jogo-treino

Por SÍNDICO | Em 12 de janeiro de 2018

CRUZEIRO 3×1 IPATINGA, 12jan18sex16h30. TEMPO limpo, temperatura 25º, vento 10 Km/h, umidade 60%. LOCAL: Toca da Raposa II, Belo Horizonte. GOLS: Sobis, Leo, Arrascaeta, Euller. CRUZEIRO: 1º tempo: Fábio; Nonoca, Digão, Manoel e Marcelo Hermes; Lucas Silva, Robinho e Messidoro; Rafael Sobis, Rafael Marques e Judivan. 2º tempo: Rafael; Nonoca, Digão (Arthur), Manoel e Marcelo Hermes; Lucas Silva, Robinho e Messidoro (Victor Luiz); Rafael Sobis, Rafael Marques e Judivan. 3º tempo: Fábio; Lucas Romero, Leo, Murilo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral e Bruno Silva; Rafinha, Arrascaeta e Fred. T: Mano Menezes. IPATINGA: 1º tempo: Matheus Phillipe; Júlio, Ulisses, Pedrão e Douglas Alexandre; Denilson, Diego Fumaça, Patrick Allan e Lessinho; Adriano e Jones. 2º tempo: Alencar; Thomás, Lucas Sérgio, Euller e Renan; Eduardo José, Leandro Teixeira, Daniel e Tatuí; Davyson e Lourival. 3º tempo: Alencar; Júlio, Ulisses, Pedrão e Renan; Denilson, Diego Fumaça, Adriano e Leandro Teixeira; Daniel e Lourival. T: Eugênio Souza.

Por uma etiqueta jamais sonhada!

Por SÍNDICO | Em 12 de janeiro de 2018

ITAIR Machado provocou a torcida celeste:

  • “Se aumentar o número de sócios do futebol, vou fazer a maior contratação da história do clube, no meio do ano. O objetivo é chegar o Mundial de Clubes em condições de enfrentar um Real ou um Barça”

Pra começar negociar o tal astro, –uma etiqueta jamais sonhada– ele precisa de R$25 milhões. E o cara não é o Goulart. 

Ok, eu proporia algo mais justo ao torcedor: Mais sócios, uma grande estrela. Menos, mais jovens cedidos ao Grêmio. Será que o torcedor ficaria mais fiel com ameaça deste porte?

Torcida Celeste manda Iespien tomate cru

Por SÍNDICO | Em 12 de janeiro de 2018

SÁ, o presidente do Cruzeiro, deu entrevista à 98 FM detalhando os arranjos com o BMG, o banco que irrigou o caixa do clube pra esse monte de contratações caras.

Disse que o parceiro terá percentual dos atletas celestes pra recuperar seu investimento no futuro.

A IESPIEN, aquela emissora de comunistas que trabalham pro Mickey e sentam no sofá com o Lula, caiu matando. Entrevistou até advogado pra dizer que o Cruzeiro está fora da lei.

Torcedores celestes, que sempre babsaram ovo dos mesarredondistas da emissora, se revoltaram e criaram a hashtag #VaiTomarNoCuESPN.

Bombou. Está liderando os trending topics do Twitter.