Semana 41: Eneacampeão mineiro de vôlei

Por SÍNDICO | Em 16 de outubro de 2018

Notícias do Cruzeiro na SEMANA 41 de 2018, por MAURO FRANÇA

SEGUNDA, 08OUT18. Treino fechado. /// CRUZEIRO 21×0 EVERTON (Chile). Copa Brasileirinho Sub14, 2ª rodada, Toca I. Gols: Jhosefer (8), Ícaro (5), Joel (2), Victor, Magnata, João Wellington, Lucas, Kauã, Araxá.

TERÇA, 09OUT18. Treino fechado. /// CRUZEIRO 3×1 FSA (Bahia). Copa Brasileirinho Sub14, 3ª rodada, Toca I. Gols: Joel, Victor, Zé Elias. /// CRUZEIRO 3×2 JUVENTUDE. Copa do Brasil Sub17, volta 1ª fase, SESC Venda Nova, Belo Horizonte. Gols: Popó (2), Caio. CRUZEIRO: Rodrigo; Murilo (Votorantim), Nardoci, César, Gianluca; Guilherme, Bicalho (Alexande), Rian (Jesus), Caio (Vitinho), Maurício (Alejandro); Popó (Andrei). T: Fred Pacheco. Na próxima fase, Cruzeiro x Fluminense. /// SADA CRUZEIRO 3×0 FIAT MINAS (25/23, 25/22, 25/19). Mineiro Vôlei, 6º jogo, Riacho, Contagem. SADA CRUZEIRO: Cachopa, Luan, Filipe, Rodriguinho, Isac, Le Roux, Serginho. Entraram: Isac, Sandro, Evandro. T: Marcelo Mendez.

QUARTA, 10OUT18. CRUZEIRO 1×0 CORINTHIANS. Copa do Brasil, ida das finais, Mineirão, Belo Horizonte, 46.308 pagantes, 53.368 presentes; R$4.169.227. Arbitragem: Anderson Daronco (RS), Alessandro Matos (BA), Fabricio Vilarinho (GO). Var: Wilton Sampaio (GO). Amarelos: Henrique, Egídio, Neves, Santos, Jadson, Araos. Vermelho: Araos, 92. Gol: Neves, 45+1.  CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Dedé, Leo, Egídio; Henrique, Cabral; Robinho, Neves (David), Rafinha (Sobis); Barcos (Raniel). T: Mano Menezes. CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Leo Santos, Henrique, Avelar; Gabriel, Ralf; Jadson (Sheik); Vital (Araos), Romero, Clayson (Pedrinho). T: Jair Ventura. /// MANO MENEZES: “Vínhamos de uma eliminação da Libertadores, tínhamos que ter postura pra buscar uma vitória em casa. A equipe teve controle do jogo. Queríamos vencer de mais, mas foi um bom resultado, toda vantagem é importante, porque muda a postura do adversário no segundo jogo. Fábio não fez uma defesa. Agora eles vão ter que nos atacar, como nós tivemos que nos expor e atacar hoje. E atacamos bem. Soubemos atacar. Não demos nenhuma chance a um adversário que sabe jogar. O Cruzeiro entendeu o jogo e construiu a vantagem. O Corinthians não conseguiu fazer o que pretendia por méritos do Cruzeiro, não por uma escolha”. /// MANO MENEZES se igualou a Maturio Fabbi como 6º técnico que mais dirigiu a equipe (181 jogos).

QUINTA, 11OUT18. Reapresentação: regenerativo para titulares, treino técnico para reservas. /// SASSÁ punido com 6 jogos de suspensão pelo STJD, pelos incidentes no jogo contra o Palmeiras pela Copa do Brasil. /// CRUZEIRO 0x2 AMÉRICA. Copa Brasileirinho Sub14, oitavas de final, Toca I. Cruzeiro eliminado. /// Ponteiro americano TAYLOR SANDER se apresentou ao Sada Cruzeiro.

SEXTA, 12OUT18 – Treino fechado. Manoel, com amigdalite, treinou na academia. /// CRUZEIRO 0x0 AMÉRICA. Mineiro Sub15, volta das finais, Toca I. CRUZEIRO: Rodrigo, Danilo, Weverton, Lucas Chagas, Kaiki; Henrique, Allan (Marques), Victor Hugo (Gabriel), Kelvyn (Ricardinho); Stênio (Wendell), Wesley. T: Lucas Batista. CRUZEIRO CAMPEÃO. Artilheiro do torneio: Wesley (14 gols). /// SADA CRUZEIRO 3×0 JF VÔLEI (25/22, 25/19, 25/21). Mineiro Vôlei, semifinal, Riacho, Contagem. SADA CRUZEIRO: Cachopa, Evandro, Leozinho, Rodriguinho, Levi, Isac, Serginho. Entraram: Luan, Sandro. T: Marcelo Mendez. /// ATLETISMO: Em Passos, Ivamar Oliveira venceu a 10ª Corrida Nossa Senhora de Aparecida. André Aparecido foi 2º e Antônio Ferreira 3º na 10ª Corrida de Corumbá, distrito de Cláudio.

SÁBADO, 13OUT18. Treino fechado. À tarde, delegação viajou para o Rio de Janeiro. Manoel, Hermes e Romero ficaram em BH. Rissi, Rafael Santos e Michel, do Sub20, viajaram. /// AMÉRICA 1×2 CRUZEIRO. Mineiro Sub20, ida finais, SESC Venda Nova, Belo Horizonte. Gols: Marcelo, contra. CRUZEIRO: Vitor Eudes; Luiz Gustavo, Jonathan, Rissi, Rafael Santos (Bicalho); Adriano, Rômulo, João Luiz (Leonardo), Michel (Matheus), Laércio (Marco Antônio); Marcelo. T: Ricardo Resende. /// SADA CRUZEIRO 3×2 FIAT MINAS (33/31, 20/25, 25/19, 23/25, 15/12). Mineiro Vôlei, final, Riacho, Contagem.  SADA CRUZEIRO: Cachopa, Luan, Filipe, Rodriguinho, Isac, Le Roux, Serginho. Entraram: Sandro, Evandro e Leozinho. T: Marcelo Mendez. SADA CRUZEIRO ENEACAMPEÃO. /// ATLETISMO: Ivamar Oliveira venceu a 2ª Corrida de Coromandel.

DOMINGO, 14OUT18. VASCO 2×0 CRUZEIRO. Brasileiro, 29ª rodada, São Januário, Rio de Janeiro, 10.841 pagantes, 11.376 presentes, R$249.945. Gols:  Pikachu, 48, Maxi López, 69. CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Cacá, Murilo, Brey; Bruno (Sassá), Lucas, Mancuello, David (Rafael Santos); Sobis, Fred (Raniel). T: Mano Menezes. VASCO: Fernando Miguel, Luiz Gustavo, Werley, Castán (Henríquez), Ramon; Cosendey, Andrey, Fabrício (Giovanni Augusto). Pikachu; Bruno Ritter, Maxi López, T: Alberto Valentim. /// MANO MENEZES: “Jogos como o de hoje, na verdade, não eram para existir. É muito duro ter que jogar numa situação como essa, repartir o grupo, e pior ainda, ter que trabalhar separado porque é necessário. Acho que não fizemos um mau jogo. Oportunidades poderiam ter sido construídas no último passe. Deixamos escapar, mas está dentro desse pacote todo, ter que trocar peças, estrear jogadores, utilizar jogadores do sub20 que jogaram ontem. Isso tudo faz com que as coisas não funcionem bem como gostaríamos”. /// Pela manhã, Mano orientou treino para titulares e depois viajou para o Rio. /// ATLETISMO: Sergio Celestino e Marcela Cordeiro ficaram em 3º na Meia Maratona Internacional das 3 Fronteiras, entre Ciudad del Este, Foz do Iguaçu e Puerto Iguazu. Wellington Bezerra foi 3º na etapa do Circuito Caixa de Curitiba. Valério Fabiano venceu a 3ª Corrida da Fagoc de Ubá. Valdir Oliveira foi 2º na 1ª Meia Maratona de Vitória.

Brasil 1×0 Argentina: Pra irritar os contras

Por SÍNDICO | Em 16 de outubro de 2018

BRASIL 1×0 ARGENTINA, 16out18qua16h, TEMPO limpo, temperatura 31º, vento 10 Km/h, umidade 62%. LOCAL: Estádio da Cidade dos Esportes Rei Abdullah (62 mil), Jeddah, Arábia Saudita. MOTIVO: amistoso. TRANSMISSÃO: Globo e Sportv. PÚBLICO: 60.000. ARBITRAGEM: Felix Brych, Mark Borsch, Stefan Lupp (Alemanha). AMARELOS: Moranda, Neymar, LoCelso, Battaglia, Paredes, Correa. GOL: Miranda, 92. ARGENTINA: Romero; Saravia, Pezzella, Otamendi, Tagliafico (Acuña); Paredes, Battaglia, Lo Celso (Salvio); Dybala (Lautaro), Icardi (Simeone), Correa (Pereyra). T: Scaloni. BRASIL: Alisson; Danilo (Fabinho), Marquinhos, Miranda, Filipe; Casemiro, Arthur; Coutinho, Neymar; Firmino, Jesus (Richarlison). T: Tite.

Pedersoli: “Sem uma jogada interessante”

Por SÍNDICO | Em 16 de outubro de 2018

PITACOS acerca do VASCO 2-0 CRUZEIRO, em São Januário, Rio, 14out18dom16h, 29ª rodada do Brasileiro 2018:

MANO MENEZES: Esses jogos como o de hoje não eram para existir. É muito duro ter que jogar numa situação como esta, repartir o grupo, o que é pior ainda e ter que trabalhar separado. Não fizemos um mal jogo, não era um jogo pra perder. O Vasco foi ter oportunidades depois que abriu o placar e quando ficamos com 10 novamente. Pelas oportunidades que poderiam ter sido construídas no último passe, no último toque, poderíamos ter feito um ou dois gols em jogadas de Mancuello e David. Tem que aproveitar essas oportunidades, porque elas não vão surgir sempre com o time mexido. Deixamos escapar exatamente por isso, mas está dentro desse pacote todo, ter que trocar peças, estrear jogadores, utilizar jogadores do Sub20 que jogaram ontem. Isso tudo faz com que as coisas não funcionem bem, como gostaríamos. Vamos voltar a jogar o Brasileiro depois de quarta-feira. Se Deus quiser, todo esse sacrifício que estamos fazendo, todas essas opções que tivemos que fazer serão premiados com a conquista do título na quarta.

RAFAEL SOBIS: Até o segundo gol estávamos melhores. Não é fácil uma equipe que pouco joga manter o ritmo igual mantivemos, jogando contra um time forte, com uma camisa pesada. Não perdemos chances. A bola passou perto, o goleiro defendeu, e em duas bobeiras eles fizeram dois gols, mas merecíamos mais.

TOMÁS PEDERSOLI: Perder pra esse time do Vasco é ridículo! Se o time titular do Cruzeiro tem um ataque quase nulo, o desse time reserva é simplesmente vergonhoso. Um jogo inteiro sem uma jogada interessante de ataque, só uns petelecos no meio do goleiro pra fazer número. 

JOTA DIAS: Que jogo feio! Esse elenco do Cruzeiro tem de ser revisto. Tem muito jogador que não vale o que custa.

ZULOOBAS: No primeiro gol, a defesa toda falhou. Ezequiel não estava na lateral direita, Cacá foi lá fazer a cobertura,  Murilo foi pro lugar do central, Brey não acompanhou a movimentação do ataque e não ocupou o posto do quarto beque, deixando assim Pikachu ficar livre pro arremate.

TATO: Mano não foi capaz de fazer esse time alternativo funcionar. Cruzeiro precisava vencer e ele esacala Fred, que só terá boa condição de jogo no próximo ano.

NFL 06-18: Rams, único invicto

Por SÍNDICO | Em 15 de outubro de 2018

Patriots 43 : 40 Chiefs

Cowboys 40 : 7 Jaguars

Titans 0 : 21 Ravens

Broncos 20 : 23 Rams

Falcons 34 : 29 Buccaneers

Bengals 21 : 28 Steelers

Browns 14 : 38 Chargers

Texans 20 : 13 Bills

Dolphins 31 : 28 (28 : 28) Bears

Vikings 27 : 17 Cardinals

Jets 42 : 34 Colts

Raiders 3 : 27 Seahawks

Redskins 23 : 17 Panthers

Giants 13 : 34 Eagles

Packers 33:30 49ers

Cacá surpreendeu positivamente

Por SÍNDICO | Em 15 de outubro de 2018

ATUAÇÕES dos protagonistas do VASCO 2-0 CRUZEIRO, em São Januário, Rio, 14out18dom16h, 29ª rodada do Brasileiro 2018:

TORCIDA CELESTE compareceu. Havia em torno de uma centena de fanáticos. Um ônibus levou componentes de organizadas de Belo Horizonte. Outros eram torcedores nativos do Rio. Só não se pode esperar que a Globo Rio mostre imagem e som de torcidas de outras cidades em estádios cariocas. (Claudinei Vilela)

RAFAEL defendeu o que era possível e não teve culpa nos gols.

EZEQUIEL marcou bem, apoiou pouco, na média, boa atuação.

CACÁ estreou bem, mostrando personalidade, segurança e dando combate sem tomar conhecimento do currículo do argentino do Vasco. No primeiro gol, fez a cobertura na direita, mas não conseguiu impedir o cruzamento de Fabrício. Afora isto, nenhuma falha.

MURILO quase fez um gol de cabeça. Na defesa, venceu e perdeu duelos, mas não apelou para carrinhos, voadoras nem tesouras. Em seu pior momento, foi enganado por um Maxi no lance do primeiro gol.

BREY teve uma atuação discreta, como lateral pouco ofensivo. Depois da expulsão de Mancuello foi jogar de volante e não comprometeu.

BRUNO brigou com a bola, perdeu o duelo e foi substituído.

LUCAS jogou bem, marcando e apoiando com qualidade. Vacilou apenas na disputa, com Maxi no lance do segundo gol, quando foi jogado de lado com um tranco.

SOBIS correu bastante e ficou devendo mais ainda. Não construiu nada digno de ser lembrado.

MANCUELLO estava bem na articulação do meio com o ataque, cobrava escanteios com qualidade, mas, acometido da proverbial burrice de jogadores argentinos, aplicou uma tesoura num adversário e foi expulso, decido o jogo favor do Vasco.

DAVID fez boas jogadas no início, mas foi se apagando no decorrer da partida e acabou sacado.

FRED não viu a cor da bola. Melhor começar a se preparar para o Mineiro 2019.

RANIEL entrou bem-disposto, mas foi para o bolso da bequeira vascaína e não arranjou nada de bom para contar em casa.

SASSÁ, impetuoso, fominha, desbravador, buscou o gol, lutou como se fosse um projeto do clube vencer o jogo.

SANTOS entrou a poucos minutos do fim, para recompor a defesa e não complicou.

MANO deu uma banana para o jogo levando vários jogadores do time de juniores que haviam disputa o uma partida no dia anterior. Seu time não mostrou entrosamento e, não fosse pelas dificuldades do Vasco, teria levado uma goleada.

CRUZEIRO foi um amontoado, sem entrosamento, sem jogadas trabalhadas, que sobreviveu um tempo devido à ineficiência do adversário. Na etapa final, tomou um gol aos 3 minutos, fez alguma marola, tomou outro aos 24 e saiu do jogo.

VASCO precisou de dois lances de habilidade de seu centroavante velho e pesadão para definir a partida. De positivo, a seriedade com que encarou a partida. Os defensores e o centroavante foram os destaques.

ÁRBITROS trabalharam direito, nada a reclamar.

MelhorDoJogo => CACÁ [[[10]]] Se, Barros, Macaco, Chiabi, Galvão, Vilela, Nanayoski, Velame, Márcio, Barnabé —– SASSÁ [[[3]]] Bitencourt, André, Síndico —– DAVID [[[2]]] Sá, Rosan —– RAFAEL [[[2]]] Olivieri, Zuloobas —– EZEQUIEL [[[2]]] Wallace, Dudu —– MURILO [[[1]]] Morato —– MANCUELLO [[[1]]] Clemenceau —– MANO [[[2]]] Elci, Soares —– MAXI [[[3]]] Vasconews, Viana, Setelagoas.

Vasco 2×0 Cruzeiro: Reservas perdem mais uma

Por SÍNDICO | Em 14 de outubro de 2018

CRUZEIRO contra Vasco, neste 14out18dom16h, em São Januário, Rio de Janeiro, 29ª rodada, Brasileiro 2018.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 9º, com 37 pontos; Vasco, o 16º, com 31 pontos.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 1º, com 15.288 pontos; Vasco, o 13º, com 9.322.

CRUZEIRO: Rafael – Ezequiel, Cacá, Murilo, Brey – Lucas, Bruno – Sobis, Mancuello, David; Fred. T: Mano Menezes.

BANCO: Vitor Eudes G, Gustavo Rissi B, Michel M, Rafael Santos L, Sassá A, Raniel A.

AUSENTES: Sassá (suspenso), Arrascaeta (Seleção uruguaia), Egídio (lesionado), Fábio, Edílson, Dedé, Leo, Manoel, Hermes, Henrique, Romero, Cabral, Dedé, Rafinha, Neves, Robinho, Barcos (poupados).

PENDURADOS: Ezequiel, Leo, Murilo, Sobis, Neves.

ARBITRAGEM: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, Anderson José de Moraes Coelho, Bruno Salgado Rizo (SP).

VASCO: Fernando Miguel — Luiz Gustavo, Werley, Castán, Ramon — Andrey, Cosendey, Bruno Ritter, Fabrício — Pikachu, Maxi Lópes. T: Alberto Valentim.

BANCO: Jordi G, Rafael Galhardo L, Lucas Kal B, Ricardo B, Henriquez B, Henrique L, Marrony M, Moresche M, Thiago Galhardo M, Giovanni Augusto M, Ríos A, Kelvin A.

AUSENTES: Martín Silva (Seleção Uruguaia), Willian Maranhão (supenso); Bruno Silva, Breno, Desábato, Lenon, Rildo, Caio Monteiro e Vinicius Araújo (lesionados).

PENDURADOS: Luiz Gustavo, Giovanni Augusto, Andrey, Ricardo, Yago Pikachu.

TRANSMISSÃO: Globo para RJ, MG, ES, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF (com Luiz Carlos Jr. Bob Faria, Roger Flores e Leonardo Gaciba) e Premiere (com Eduardo Moreno e Lédio Carmona).

VASCO 2×0 CRUZEIRO, 14out18dom16h. TEMPO nublado, temperatura 25º, vento 10% Km/ umidade 87%. LOCAL: São Januário (24 mil), Rio de Janeiro. MOTIVO: 29ª rodada, Brasileiro 2018. TRANSMISSÃO: Globo e Premiere. PÚBLICO: 10.841 pagantes, 11.376 presentes, R$249.945, média R$. ARBITRAGEM: Marcelo Aparecido, Anderson Coelho, Bruno Rizo (SP).. AMARELOS: Andrey, Castan, Jordi, Maxi, Gustavo, Werley, Bruno , Sobis, Sassá. VERMELHO: Mancuello. GOLS:  Pikachu, 48, Maxi, 69. CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Cacá, Murilo, Brey; Bruno (Sassá), Lucas, Mancuello, David (Rafael Santos); Sobis, Fred (Raniel). T: Mano Menezes. VASCO: Fernando Miguel, Luiz Gustavo, Werley, Castán (Henríquez), Ramon; Cosendey, Andrey, Fabrício (Giovanni Augusto). Pikachu; Bruno Ritter, Maxi López, T: Alberto Valentim.

HISTÓRICO: 97 jogos. Cruzeiro venceu 35, empatou 31, perdeu 31, marcou 146 gols e sofreu 126. Pelo Brasileiro, 58 partidas. Cruzeiro venceu 22, empatou 20, perdeu 17, marcou 89, levou 71 gols. Os dois clubes decidiram o Brasileiro de 1974, no Maracanã. O Vasco venceu por 2×1.

DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Brasileiro: 57 participações em 62 campeonatos, 1.394 jogos, 603 vitórias, 375 empates, 6errotas, 2.028 gols marcados, 1.574 sofridos. Aproveitamento de 52,3%

Sada Cruzeiro, eneacampeão mineiro

Por SÍNDICO | Em 13 de outubro de 2018

CRUZEIRO conquistou o Mineiro pela nova vez, neste sábado, já coma formação que disputará a superliga 

  • SADA CRUZEIRO 3×2 FIAT MINAS (33/31, 20/25, 25/19, 23/25, 15/12), 14out18sab20h, Poliesportivo Riacho, Contagem.  CRUZEIRO: Cachopa, Luan, Filipe, Rodriguinho, Isac, Le Roux, Serginho (L). Entraram Sandro, Evandro e Leozinho. T: Marcelo Mendez. MINAS: Marlon, Davy, Bob, Piá, Flávio, Cledenilson, Rogerinho (L). Entraram Honorato, Roque, Maique, Rafael e Carísio. T: Nery Tambeiro.

1º SET. Saques forçados dos dois lados. Melhor para o Minas que, graças à checagem de vídeo no desafio, abriu grande vantagem acertando aces e colocando 9 pontos de frente no placar. Na passagem do ponteiro Leo pelo saque, o Cruzeiro fez 6 pontos seguidos e encostou no marcador, empatando em 24/24 logo em seguida. Quando o placar estava em 27/26 para o Cruzeiro, Rodriguinho tocou na rede, em lance de ataque que seria o set point dos donos da casa. No entanto, apesar do desafio mostrar o toque, a arbitragem preferiu voltar o ponto, gerando reclamações dos dois lados. No ataque do oposto Luan, o Cruzeiro fez 33 a 31, fechando o set aos 42 minutos.

2º SET. Começou equilibrado. E teve outro lance polêmico, quando o ataque de Rodriguinho tocou no bloqueio adversário antes de a bola sair. Mesmo com o recurso da imagem, a arbitragem assinalou ponto do Minas. O técnico Marcelo Mendez reclamou bastante, recebeu cartão vermelho, configurando novo ponto da equipe rival. O Minas aproveitou a instabilidade cruzeirense, abriu vantagem significativa e, no ataque do ponteiro Bob, fechou em 25/20.

3º SET. O Cruzeiro dominou fazendo valer o bloqueio e abriu 4 pontos de vantagem. Com os centrais Isac e Le Roux sendo decisivos no ataque, o Cruzeiro fechou o set em 25/19, no saque pra fora do oposto Davy.

4º SET. Mesmo indo para o tudo ou nada, a estratégia do Minas foi deixar de forçar os saques e explorar o desentrosamento da nova equipe do Cruzeiro. Os times se alternaram na liderança do placar durante boa parte do set. Na reta final, o Minas conseguiu colocar 2 pontos de frente e garantiu os 25/23 pra levar a final ao tie-break.

5º SET. Começ5u com as equipes forçando o saque. Com Rodriguinho sacando, o Cruzeiro fez 4 pontos seguidos. Mesmo assim, o Minas não se abateu e seguiu na cola no marcador. No erro de Davy, o Cruzeiro chegou a 11/8. Após saque de Honorato, o líbero Serginho levantou a bola pra Luan fazer em 15/12, fechar o jogo em 3×2 e conquistar o Mineiro pela 9ª vez. Autor do ponto decisivo, Luan acabou se lesionando na comemoração e deixou a quadra amparado por um integrante da comissão técnica celeste.

Globo Esporte, 13out18, condensado.

29ª BR18: Cruzeiro em 10º

Por SÍNDICO | Em 13 de outubro de 2018

Flamengo 3×0 Fluminense 13out18sab17h Maracanã 48.894

Santos 1×0 Corinthians 13out18sab19h Pacaembu 24.123

Bahia 2×0 Paraná 13out18sab21h Pituaçu 29.328

Chapecoense 0x1 Vitória 14out18dom11h Condá 6.280

Vasco 2×0 Cruzeiro 14out18dom16h São Januário 10.841

Palmeiras 2×0 Grêmio 14out18dom16h Pacaembu 32.818

Internacional 3×1 São Paulo 14out18dom16h BeiraRio 40.474

Mineiro 0x0 América 14out18dom19h Independência 20.526

Paranaense 4×0 Sport 14out18dom19h Baixada 13.481

Ceará 0x0 Botafogo 15out18seg20h Castelão 29.394

Lugares: 416.000 Público: 266.069 Média: 26.607 Ocupação: 64%

Arábia Saudita 0x2 Brasil: Jesus voltou a marcar

Por SÍNDICO | Em 12 de outubro de 2018

ARÁBIA SAUDITA 0x2 BRASIL, 12out18sex15h. TEMPO nublado, temperatura 26º, vento 2 Km/h, umidade 25%.  LOCAL: Rei Saud (25 mil), Riad, Arábia Saudita. MOTIVO: amistoso. TRANSMISSÃO: Globo, Sportv. PÚBLICO: 25.000. ARBITRAGEM: Danny Makkelie, Mario Diks, Hessel Steegstra (Holanda). AMARELOS: Otayf , VERMELHO: Al-Oawis. GOLS: Jesus, 42, Alex, 84. ARÁBIA SAUDITA: Al-Owais; Al-Burayk (Al Muwallad), Hawsawi, Al-Boleahi, Al-Shahrani; Otayf, Al-Faraj, Al-Mogahwi (Ghareeb); Al-Bishi (Al-Shehri), Hatan Bahbir (Malaeka), Al-Dawsari (Sulaimani). T: Pizzi. BRASIL: Ederson; Fabinho, Marquinhos, Pablo, Alex Sandro; Casemiro (Walace), Fred (Lucas Moura), Renato Augusto; Coutinho (Arthur), Jesus (Richarlison), Neymar.. T: Tite.

Mano: “Queríamos mais, mas esta vantagem é importante”

Por SÍNDICO | Em 12 de outubro de 2018

PITACOS acerca do CRUZEIRO 1-0 CORINTHIANS, Mineirão, Belo Horizonte, 10out18qua21h45, ida das finais da Copa do Brasil 2018:

MANO MENEZES: Vínhamos de uma eliminação da Libertadores, tínhamos que ter postura pra buscar uma vitória em casa. Não havíamos vencido como mandante sna Copa do Brasil. A equipe teve controle do jogo. O resultado foi bom! Queríamos vencer de mais, mas foi um bom resultado, toda vantagem é importante, porque muda a postura do adversário no segundo jogo. Fábio não fez uma defesa. Agora eles vão ter que nos atacar, como nós tivemos que nos expor e atacar hoje. E atacamos bem. Soubemos atacar. Não demos nenhuma chance a um adversário que sabe jogar. O Cruzeiro entendeu o jogo e construiu a vantagem. O Corinthians não conseguiu fazer noque pretendia por méritos do Cruzeiro, não por uma escolha. Queria que atacássemos de maneira errada, pois tinham dois velocistas, um de cada lado, e o Jadson, que é inteligente,  flutuando no meio. Eu disse que se a gente atacasse de forma errada, íamos levar contra-ataques.  

THIAGO NEVES: Feliz pelo gol. A bola desviou e entrou no alto. A vantagem ‘r pequena  mas importante. Nossa preocupação era recuperar o ânimo, após a eliminação na Libertadores. A gente não estava com clima de final, a gente sabia que ia ser mais defensivo, mas o time fez uma partida equilibrada, tranquilo. Dominamos o jogo e tivemos chance de fazer uns dois ou três. Surpreendeu a todo mundo. Mano jogada pela esquerda, queria ultrapassagens por ali. O Romero e o Lucas são fortes na marcação, mas são destros. A gente teria marcação, mas não teria a saída pelo lado esquerdo. Ele conversou com os três. Treinou com o Romero, depois com o Lucas, mas surpreendeu a todo mundo escalando Cabral, que jogou bem, fez uma partida tranquila.

DOUGLAS VELLOSO: O Cruzeiro fez um jogo muito seguro, criou oportunidades, fez boas jogadas laterais, segurou a bola no ataque quando teve fôlego e entregou a bola ao Corinthians quando foi preciso. Foi uma demonstração clara de experiência. O resultado poderia ter sido mais elástico. O time celeste está entrando no limite da concentração na Copa do Brasil e criará dificuldades para o Corinthians em taquera. Na defesa, todo mundo jogou bem. Henrique e Cabral cumpriram à risca suas funções. Neves estava a fim de jogo. Rafinha venceu a desconfiança de seus críticos jogando bem.

EDUARDO ARREGUY: Egídio defendeu muito bem, e com a bola no pé, quando partia para cima da defesa adversária, chamava a marcação de três adversários para impedir sua progressão. Daí fazer falta no segundo jogo.

ROSAN AMARAL: Vencer o Corinthians numa partida de inal de campeonato não é pouco. Falar que o time jogou só pelo 1×0 é alienação. O Cruzeiro criou chances pra fazer 3×0. O melhor do Corinthians foi o goleiro Cássio. Fábio, por outro lado, só pegou um cruzamento, com bola nas mãos. Parabéns, jogadores!  Parabéns, Mano!

SOUZA: Neves jogou muito, assim como Henrique e Cabral. Este foi uma surpresa. Eu havia imaginado que seria o jogo do Lucas fazer o gol de fora da área, pra furar retranca. Mas Cabral esteve muito bem. 

ROMAROL: o comentarista Grafite disse que, da forma que joga o Corinthians, 1 a 0 não é placar mínimo, é como se fosse 2 a 0.

JOTA DIAS: Manobol raiz! Goleada de 1×0, sem sustos. Mais um jogo assim e conquistamos o hexa.