Palmeira: “Se o goleiro tivesse cortado a unha…”

Por SÍNDICO | Em 4 de agosto de 2015

PITACOS de blogueiros e protagonistas acerca do SPORT 0x0 CRUZEIRO, Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata, no domingo, 02ago15, às 16h, pela 16ª rodada do Brasileiro 2015.

LUXEMBURGO, técnico do Cruzeiro: O Sport tem consciência tática e jogadores totalmente aplicados no esquema de jogo. Sabe o que fazer, é um time difícil de marcar, sai bem com a bola. Conseguimos um bom resultado e estivemos até mais próximos da vitória do que o Sport. Estou fazendo mudanças, não são porque eu quero, mas porque tenho que encontrar a situação ideal. Está todo mundo querendo que o time bicampeão entre em campo, mas ele não existe mais, acabou. São atletas com características diferentes e tenho que buscar uma equipe, analisando as características de cada jogador. Mas estamos caminhando bem, o time hoje jogou bem. O Fábio fez uma grande defesa no 1º tempo e mais nenhuma importante. E tivemos chances pra matar o jogo.

HENRIQUE, volante do Cruzeiro: Importante é que criamos oportunidades, marcamos forte e poderíamos ter sido mais felizes nas finalizações. É sempre muito difícil jogar aqui., mas viemos pra vencer, buscamos sempre a vitória, mas saímos contentes porque a equipe demonstrou mais personalidade do que nas outras partidas.

FÁBIO, goleiro do Cruzeiro: A equipe jogou muito bem, com superação, raça, disposição, vontade e qualidade. Todo mundo se dedicou e saiu esgotado.

RICARDO ROCHA, comentarista do SporTV: O Cruzeiro foi melhor no 2º tempo. Marquinhos entrou bem, criando oportunidades. No Sport, as mudanças de Eduardo Baptista não surtiram efeito.

RAFAEL VASCONCELOS, no Facebook: A defesa fez uma partida segura, com os laterais se destacando. De e resto, não fiquei nada animado. Uma jogada de gol criada efetivamente. O resto foi bola parada. Do meio pra frente, a equipe é um amontoado, sem organização. Mayke e Mena foram os melhores. Marquinhos entrou e gerou incômodo ao lateral esquerdo do outro time. Na maioria das vezes falta-lhe a qualidade no último passe, mas tá melhor que os outros, desde o início do ano.

MATHEUS PENIDO, no PHD: Empate justo. Volantes e laterais marcaram muito bem, os beques estiveram seguros. Do meio pra frente continua imperando a total falta de inspiração e de jogo coletivo. O time se agrupa bem pra defender mas com a bola no pé é cada um por si, não há combinações nem velocidade.

IVANA RODRIGUES, no Facebook: Achei nosso meio de campo sem nenhuma criatividade. Eles até defendem, mas não criam nada.

PALMEIRA, no PHD: Se o goleiro do Sport tivesse cortado a unha, aquela bola cabeceada pelo Manoel entraria.

Cabral descobriu o Cruzeiro

Por SÍNDICO | Em 3 de agosto de 2015

Alejandro Ariel CABRAL, 27, 1m85, volante, canhoto, revelado pelo Vélez Sarsfield (jogou também no Legia Varsóvia), pode ser o novo reforço do Cruzeiro.

Ele está livre no mercado, uma vez que seu vínculo com o clube argentino encerrou-se em abril. Por isso, pode ser registrado após o término da janela de transferências internacionais, que fechou em agosto. Neste ano, o volante defendeu o Vélez em 8 jogos, 5 como titular, marcando um gol. Ao todo, fes 14 gols em 194 partidas na carreira e defendeu a seleção argentina em 8 partidas, 6 na Sub20, 2 na principal. Caso seja contratado, Cabral será o 16º reforço da temporada. Antes dele foram contratados Paulo André, Douglas Grolli, Fabiano, Pará, Mena, Fabrício, Seymour, Willians, Gabriel Xavier, Arrascaeta, Leandro Damião, Joel, Vinícius Araújo,  e Riascos, este já emprestado ao Vasco. (Globoesporte e Wikipedia)

Já vi esse caboclo jogar. Não é futebolisticamente cego, mas também não é aeroportuário.

Quem mandou bem em São Lourenço da Mata?

Por SÍNDICO | Em 3 de agosto de 2015

ATUAÇÕES dos celestes e seus adversários no SPORT 0x0 CRUZEIRO, Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata, no domingo, 02ago15, às 16h, pela 16ª rodada do Brasileiro 2015.

TORCIDA CELESTE compareceu em pequeno número e sem a presença das organizadas. Se fez algum barulho, a transmissão do SporTv não registrou. (Síndico)

FÁBIO, com exceção de uma encaixada mal calculada, esteve muito bem. (Bruno RJ7L)

MAYKE marcou e apoiou bem, indo várias vezes à linha de fundo. (Bruno RJ7L)

MANOEL recuou muitas bolas pro goleiro, quase sempre, por falta de alternativas. Nas demais ações mostrou segurança. (Bruno RJ7L)

PAULO ANDRÉ jogou com tranquilidade, marcando bem os atacantes rubro-negros. (Bruno RJ7L)

MENA marcou bem e apareceu algumas vezes no ataque. (Bruno RJ7L)

WILLIANS jogou muito bem, protegendo a zaga. E, como teve mais dois volantes a seu lado, não precisou carregar a bola, seu ponto fraco. (Bruno RJ7L)

HENRIQUE movimentou-se bem, com inteligência, aparecendo de surpresa no ataque e concluindo duas vezes, com muito perigo pro adversário. Foi um dos destaques do time. (Bruno RJ7L)

CHARLES lutou muito e jogou bem, embora um pouco abaixo das partidas anteriores. Cansou-se, provavelmente, à nova função que exige marcação e apoio e acabou desperdiçando boa oportunidade de marcar na etapa final. (Bruno RJ7L)

ALISSON retornou bem ao time, com boa movimentação. Foi a melhor opção ofensiva do 1º tempo. No 2º, cansou e saiu mais cedo. (Bruno RJ7L)

MARINHO foi menos acionado do que Alisson mas movimentou-se e recompôs bem ajudando os meio-campistas. Faltou tentar sua jogada característica de ataque. (Bruno RJ7L)

VINÍCIUS ARAÚJO cumpriu seu papel fustigando a bequeira adversária, mas faltou convicção pra marcar quando surgiu a oportunidade. (Bruno RJ7L)

MARQUINHOS voltou bem ao time. (Bruno RJ7L)

LEANDRO DAMIÃO não comprometeu, entrando no decorrer da etapa final, mostrando mais mobilidade do que nas partidas anteriores. (Bruno RJ7L)

ARRASCAETA embolou com Alisson na esquerda. Com a entrada de Marquinhos, melhorou um pouco, ganhando se espaço na frente. Mas não foi decisivo, como teria de ser. (Bruno RJ7L)

VANDERLEI LUXEMBURGO apostou num meio de campo mais forte e o time melhorou. Mas o ataque continua sem poder de decisão. Outro problema são os pontas muito abertos, deixando um buraco entre a volâncai e o ataque. (Bruno RJ7L)

SPORT, preso na excelente marcação do Cruzeiro, não arriscou nada preferindo não se expor aos contrataques. Mostrou disciplina tática e está na briga pelo G4, porém nada mais do que isto. (Bruno RJ7L)

CRUZEIRO

ÁRBITROS não comprometeram. Saíram como entraram: sem chamar a atenção. (Síndico)

Sport 0x0 Cruzeiro: Jogo de poucas emoções

Por SÍNDICO | Em 2 de agosto de 2015

CRUZEIRO contra o Sport, na Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata, pela 16ª rodada do Brasileiro 2015, às 18h30 de 02ago15.

CLASSIFICAÇÃO: O Cruzeiro está em 13º lugar, com 17 pontos e 38% de aproveitamento. O Sport é o 5º, com 27 pontos e 62% de aproveitamento.

BANCO do Cruzeiro: Elisson, Rafael Monteiro, Douglas Grolli, Leo Simões, Pará, Eurico, Arrascaeta, Gabriel Xavier, Marcos Vinicius, Leandro Damião, Marquinhos e Willian.

AUSENTES no Cruzeiro: Fabrício (L), suspenso, Dedé (B), Bruno Rodrigo (B), Ceará (L), Willian Farias (V), Júlio Baptista (M), Judivan (A), lesionados.

PENDURADOS no Cruzeiro: Charles, Marcos Vinicíus, Marinho, Mayke e Pará.

VANDERLEI LUXEMBURGO, técnico do Cruzeiro: “A entrada do Alisson dá mobilidade. Ele, o Marinho e o Vinícius Araújo são três jogadores que se movimentam e terão liberdade pra se movimentarem. O meio de campo terá mais consistência pra que eles possam se movimentar mais ainda. Tirei um dos meias, o Marcos Vinícius, e coloquei o Willians na contenção. Foi mexida tática. Charles e Henrique vão sair constantemente pro jogo”.

BANCO do Sport: Luiz Carlos (G), Ferrugem (L), Ewerton Páscoa (B), Rodrigo Mancha (V), Neto Moura (V), Danilo (M), Mike (A), Hernane Brocador (A), Samuel (A).

AUSENTES no Sport: Elber, por questão contratual, Maikon Leite, Magrão, lesionados.

PENDURADOS no Sport: Marlone, Matheus Ferraz, Neto Moura e Samuel Xavier.

SAMUEL XAVIER, lateral direito do Sport: “Luxemburgo é inteligente. Sabe que não pode vir pra cá e lançar o time todo na frente. Pode acontecer como foi com o Inter de se expor muito e tomar gols. Vai ser difícil. Sabemos da qualidade do Cruzeiro mesmo neste momento difícil que está passando. Eles virão pra vencer porque, estão passando por dificuldade e não podem pensar nem em empatar”.

TRANSMISSÃO: SporTV, para todo o Brasil, menos PE, e Premiere, com narração de Rembrandt Junior, comentários de Ricardo Rocha e reportagens de Luciana Machado e Diogo Marques.

O JOGO

18h20 TIMES em campo. Cruzeiro, com uniforme tradicional. Sport, com camisas rubro-negras de listras verticais, calções e meias pretas.

18h30 COMEÇA o jogo. Cruzeiro dá a saída.

01 Willians lança Alisson na pontesquerda. Atacante recebe livre, mas está em offside.

02 Charles chega de sola, em disputa de bola com André. Torcida pede falta, Vuaden manda seguir o jogo.

03 Marinho corta pra dentro e enche o pé. Bola sai à esquerda do arco pernambucano.

04 Sport cadencia o jogo.

05 André recebe na área, chuta, bola resvala em Paulo André e sai a escanteio.

06 Dois terços do estádio ocupados pela torcida. Cruzeirenses formam um pequeno grupo.

07 QUASE. Mayke cruza da direita, Henrique cabeceia, bola sai à esquerda do arco leonino.

08 Samuel Xavier tabela com Andrè, mas é barrado com falta por Mena na lateral direita.

09 Samuel cobra falta na lateral da área celeste, buscando Diego Souza, Henrique corta, de cabeça.

10 Mena recebe lançamento na pontesquerda, mas está impedido.

11 Samuel cobra lateral tentando iniciar jogada ofensiva, Willians fica com a bola e sai jogando.

12 Willians, Henrique, Marinho, Mayke, que cruza direita. Durval, na área rubronegra, corta.

13 Sport tova bola da direita até à esquerda, mas não consegue entrar na defesa celeste.

14 Marinho cruza da direita, Vinícius Araújo disputa com o goleiro, mas está impedido.

15 Renê, lateral-esquerdo do Sport, faz sua 62ª partida seguida nos campeonatos brasileiros. Dipo ofereceu 3 milhões de euros pelo jogador.

16 Cruzeiro trabalha bola na entrada da área do Sport. Régis faz o corte e acaba com a jogada.

17 Cruzeiro troca passes lentamente, volta bola até a defesa e ouve vaias.

18 Willians intercepta lançamento longo endereçado a Diego Souza.

19 Mena faz lançamento longo, que termina nas mãos do goleiro.

20 CARANGUEJO. Bola vai da linha de fundo do Sport aos pés de Fábio.

21 Alisson, na entrada da área, chuta pra defesa de Danilo Fernandes.

22 Defesa celeste cerca ataque rubronegro na lateral esquerda e recupera bola, mas é pressionada e não consegue armar contrataque.

23 DEFESAÇA. Renê recebe de Diego Souza e cruza da esquerda. Marlone cabeceia buscando o cantim direito. Fábio voa e manda pra corner.

24 FINALIZAÇÕES: Cruzeiro 3×2.

25 AMARELO. Mayke, por levantar demasiadamente a perna em disputa com Rithely.

26 SUSPENSO. Mayke está fora do jogo contra o Palmeiras.

27 Diego Souza cobra falta buscando Durval, que está impedido na área celeste.

28 Henrique recebe de Alisson e chuta de fora da área. Bola sai à direita de Danilo Fernandes.

29 Alisson cruza da esquerda, Renê impede conclusão de Marinho, na área rubronegra.

30 Ataque celeste continua fraco, não leva perigo ao arco do Sport.

31 RÉGIS escalado aberto pela direita, não joga bem, embora tenha sido preparado por Eduardo Batista pra exercer essa função.

32

32 Mena ataca pela esquerda, Matheus Ferraz chega forte e manda bola pra lateral.

33

34

35 BOLA ROLANDO em 69% do jogo. Vuaden está deixando o jogo correr.

36 Samuel Xavier vai ao fundo, pela esquerda, e cruza, diretamente pra fora.

37 Willians comete falta em Diego Souza, que cobra jogando a bola na área celeste. Paulo André faz o corte.

38 Diego Souza disputa com Alisson, reclama de falta, juiz manda seguir.

39 FALTAS. Cruzeiro 7×5.

40 Cruzeiro marca bem, Sport toca bola, jogo limpo, sem violência.

41 Régis comete falta em Willians na meiuca.

42 Cruzeiro passa um minuto tocando a bola. Assim jamais conseguirá encontrar espaço pra criar e arrematar jogadas.

43 TROMBADA. Willians e Diego Souza. Os dois ficam na horizontal. Nada grave.

44 Willians e Diego Souza voltam a campo.

45 Paulo André faz ligação direta, Marinho disputa com Renê e consegue um corner.

45+1 Alisson cobra corner na direita, Henrique arremata mal, bola fica no bolo, mas defesa do Sport acaba com o lance.

45+2 FALHA. André joga bola na área, Fábio sai na bola, ela passa por baixo de seu corpo, Mena, que vinha na jogada e impede finalizaçao de Regis.

45+3 FIM de 1º tempo. Cruzeiro marcou bem, porém atacou mal.

HENRIQUE: “Precisamos caprichar mais nas finalizações”.

INTERVALO

19h35 COMEÇA o 2º tempo. Sport dá a saída.

46 Alisson começa ataque ela esquerda, volta pra Willians, que manda na direita pra Mayke. Sport, bem postado, impede a jogada.

47 Mena cruza da esquerda, rasteiro, Durval chega antes de Vinicius Araújo e corta, na entrada da pequena área.

48 Renê vai à linha de fundo, dentro da área e cruza. Marinho corta pra escanteio.

49 Diego Souza cobra corner na esquerda, Fábio defende no terceiro andar.

50 Marinho passa a Mayke, bola sai rápida demais e quando o lateral cruza, ela já havia cruzado a linha de fundo.

51 Marinho passa por dois, mas é derrubado por Rithely na meiuca.

52 Paulo André recua pra Fábio. Cruzeiro joga mais pra trás do que pra frente.

53 Cruzeiro volta, novamente, do ataque pra defesa. Torcida leonina vaia.

54 Diego Souza lança Marlone, Fábio sai do gol e fica com a bola.

55 Alisson cruza da esquerda, Henrique chega atrasado e não arremata.

56 Regis faz ótima jogada com Xavier e cruza. Paulo André despacha bola pra lateral.

57 Hernane Brocador vai pro jogo. Torcida do Sport vibra.

58 Torcida faz muito barulho, apesar do jogo cadenciado e sem emoções.

58 TROCA. Régis x Hernane.

59 Marinho cai. Médico em campo. Nada grave.

60 Willians recua pra Fábio.

61 Renê lança Marlone, que tenta passar a André, mas não consegue, por que Manoel corta.

63 Marlone cruza esquerda, estabelce-se a confusão na área celeste até Manoel fazer o corte.

63 Henrique põe Vinícius na frente do gol, mas ele demora a arrematar e perde a bola pra Matheus Ferraz.

64 TROCA Marinho x Arrasceta.

65 Charles, Arrascaeta, bola cruzada, Só Henrique aparece na área, mas a defesa do Sport chega antes e corta.

66 CÃIBRAS. Alisson cai. Fim de jogo pra ele.

66 TROCA. Alisson x Marquinhos.

67 Arrascaeta cobra corner, defesa dá rebote, Charles arremata, Danilo defende.

68 MORNO. Cruzeiro não deixa o Sport jogar, mas também não joga.

69 Manoel comete falta em Hernane da meialua da área celeste.

70 Diego Souza cobra falta, bola fica na barreira.

71 Arrascaeta tenta jogada de ataque, nada acontece.

71 Durval lança Hernane, Mena corta, dentro da área.

72 PASSES ERRADOS. Sport 31×19.

73 QUASE. Marquinhos passa a Henrique, que entra na área e se choca com Danilo, Bola sobra pra Vinícius Araujo, que chuta em cima do goleiro. Corner a favor do Cruzeiro.

74 Marquinhos cobra corner na esquerda, Danilo defende pelo alto.

75 TROCA Vinícius Araújo x Leandro Damião.

76 TROCA. Wendel x Samuel.

77 Diego Souza sente dividida com Willians e sai de campo.

78 TROCA. Diego Souza x Neto Moura.

79 Ataque celeste aerta defesa pernambucana e recupera bola, mas Marquinhos é desarmado na sequência.

80 PÚBLICO. 28.019 pagantes, R$751.130, média R$27.

81 AMARELO. Charles, por solada em Rithely.

82 AUSENTE. Charles levou o terceiro amarelo e não enfrentará o Palmeiras.

83 Marlone cobra corner na esquerda, bola acerta Mayke, torcida pede pênalti, Vuaden manda seguir o lance.

84 LUXEMBURGO dá um esporro em Vuaden, por conta de uma vantagem inútil concedida pela arbitragem.

85 Marquinhos cruza direita, pra ninguém.

86 QUASE Marquinhos cruza direita, Charles chega de carrinho, mas fura na pequena área.

87 Arrascaeta cobra corner na esquerda, paulo André dá um bico pro alto, Danilo Fernandes encaixa.

88 Cruzeiro volta bola, de pé em pé, da linha central pra Fábio.

89 Neto Moura levanta bola de falta na área celeste, Manoel corta de cabeça.

90 Arrascaeta recebe lançamento longo, mas é desarmado por Neto Moira na pontesquerda.

91 Arrascaeta limpa o lance na entrada da área e chuta dorte, Matheus Ferraz corta.

92 Marlone cobra corner na direita, Paulo André corta.

93 RICARDO ROCHA, comentarista do SporTV: “Cruzeiro foi até melhor no 2º tempo. Marquinhos entrou bem, criando oportunidades. As mudança de Eduardo Baptista não surtiram efeito”.

93 AMARELO. Renê, por falta em Marquinhos.

94 DEFESAÇA. Marquinhos cobra falta, Manoel cabeceia forte, Danilo Fernandes voa e defende à sua esquerda, com a ponta dos dedos.

95 FIM de jogo. Cruzeiro caiu pro 14º lugar. Sport mantém-se encostado no G4.

SPORT 0x0 CRUZEIRO, domingo, 02ago15, 18h30. TEMPO bom, temperatura 23º, vento 15 Km/h, umidade 69%. LOCAL: Arena Pernambuco (42 mil), São Lourenço da Mata. MOTIVO: 16ª rodada do Brasileiro 2015. TRANSMISSÃO: SporTV e Premiere. PÚBLICO: 28.019 pagantes, R$751.130, média R$27. ARBITRAGEM: Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS), Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP), Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa/GO), trio de campo; Luiz Flavio de Oliveira (Fifa/SP), 4º A; Erich Bandeira (PE), delegado; Antonio Carlos (PE), assessor. AMARELOS: Mayke, Charles (C); Renê (S). SPORT: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Samuel), Marlone, Régis (Hernane Brocador) e Diego Souza (Neto Moura); André. T: Eduardo Baptista. CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Manoel, Paulo André e Mena; Willians, Charles e Henrique; Marinho (De Arrascaeta), Vinícius Araújo (Leandro Damião) e Alisson (Marquinhos). T: Vanderlei Luxemburgo. HISTÓRICO: Foi o 37º Cruzeiro x Sport. O Cruzeiro venceu 18, empatou 11, perdeu 8, marcou 47 gols, levou 22. Em 31 jogos pelo Brasileiro, o Cruzeiro venceu 15, empatou 8, perdeu 8, fez 39 gols, levou 22. Sport, campeão brasileiro de 1987 e Cruzeiro, tetracampeão 1966 / 2003 / 2013 / 2014, jamais se enfrentaram decidindo um torneio. DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Campeonato Brasileiro: 55 participações em 59 campeonatos, 1.289 jogos, 564 vitórias, 345 empates, 380 derrotas, 1.911 gols marcados, 1.470 sofridos.

16ª BR: Gambá atrás da Franga

Por SÍNDICO | Em 1 de agosto de 2015

16ª rodada do Brasileiro 2015, disputada em 29jul15 e 01/02ago15.

CORINTHIANS 3×0 VASCO

ATLÉTICO-MG 3×1 SÃO PAULO

FLUMINENSE 1×0 GRÊMIO

CORITIBA 1×1 GOIÁS

PALMEIRAS 0x1 ATLÉTICO-PR

FIGUEIRENSE 3×1 PONTE PRETA

FLAMENGO 2×2 SANTOS

INTERNACIONAL 0x0 CHAPECOENSE

JOINVILLE 2×0 AVAÍ

SPORT 0x0 CRUZEIRO, 02ago15dom18h30, 16ª BR 2015, Arena Pernambuco (42 mil), São Lourenço da Mata, 28.019 pagantes, R$751.130, média R$27. Árbitros: Leandro Pedro Vuaden (RS), Marcelo Carvalho Van Gasse (SP), Fabricio Vilarinho da Silva (GO). Amarelos: Mayke, Charles (C); Renê (S). SPORT: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Samuel), Marlone, Régis (Hernane Brocador) e Diego Souza (Neto Moura); André. T: Eduardo Baptista. CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Manoel, Paulo André e Mena; Willians, Charles e Henrique; Marinho (De Arrascaeta), Vinícius Araújo (Leandro Damião) e Alisson (Marquinhos). T: Vanderlei Luxemburgo.

Filmes que vi, revi e recomendo (II)

Por SÍNDICO | Em 1 de agosto de 2015

Segunda parte da minhas lista dos melhores filmes:

  • 1927 O CIRCO (Chaplin)
  • 1939 NO TEMPO DAS DILIGÊNCIAS (Ford)
  • 1940 VINHAS DA IRA (Ford)
  • 1941 RELÍQUIA MACABRA (Huston)
  • 1946 PAIXÃO DE FORTES (Ford)
  • 1952 CARNAVAL ATLÂNTIDA (Burle e Manga)
  • 1954 AS FÉRIAS DO Sr. HULOT (Tati)
  • 1955 FÉRIAS DE AMOR (Logan)
  • 1955 LADRÃO DE CASACA (Hitchcock)
  • 1955 RIFIFI (Dassin)
  • 1957 QUANDO VOAM AS CEGONHAS (Kalatozov)
  • 1957 TRONO MANCHADO DE SANGUE (Kurosawa)
  • 1958 UM CORPO QUE CAI (Hitchcock)
  • 1960 A AVENTURA (Antonioni)
  • 1960 O SOL POR TESTEMUNHA (Clément)
  • 1960 SE MEU APARTAMENTO FALASSE (Wilder)
  • 1961 BONEQUINHA DE LUXO (Edwards)
  • 1961 VIRIDIANA (Buñuel)
  • 1963 A PANTERA COR DE ROSA (Edwards)
  • 1963 MOSCOU CONTRA 007 (Young)
  • 1963 O BANDIDO GIULIANO (Rossi)
  • 1963 O LEOPARDO (Visconti)
  • 1963 OITO E MEIO (Fellini)
  • 1963 UM DIA, UM GATO (Jasny)
  • 1964 007 CONTRA GOLDFINGER (Hamilton)
  • 1964 OS REIS DO IÊ IÊ IÊ (Lester)
  • 1967 A BELA DA TARDE (Buñuel)
  • 1967 O ESTRANGEIRO (Visconti)
  • 1968 UM CONVIDADO BEM TRAPALHÃO (Edwards)
  • 1970 A ESTRATÉGIA DA ARANHA (Bertolucci)
  • 1972 ROMA (Fellini)
  • 1972 SOLARIS (Tarkovski)
  • 1973 A NOITE AMERICANA (Truffaut)
  • 1973 AMARCORD (Fellini)
  • 1973 O DIA DO CHACAL (Zinnemann)
  • 1974 VIOLÊNCIA E PAIXÃO (Visconti)
  • 1975 DERSU UZALA (Kurosawa)
  • 1976 NOVECENTO (Bertolucci)
  • 1979 APOCALYPSE NOW (Coppola)
  • 1979 MANHATTAN (Allen)
  • 1984 GAIJIN (Yamazaki)
  • 1985 QUANDO PAPAI SAIU EM VIAGEM DE NEGÓCIOS (Kusturika)
  • 1986 POR VOLTA DA MEIA NOITE (Tavernier)
  • 1991 URGA – UMA PAIXÃO NO FIM DO MUNDO (Mikhalkov)
  • 1995 Mr. HOLLAND, ADORÁVEL PROFESSOR (Herek)
  • 2001 NOVE RAINHAS (Bielinsky)
  • 2001 O FILHO DA NOIVA (Campanella)
  • 2003 BOM DIA, NOITE (Belocchio)
  • 2003 VALENTIN (Agresti)
  • 2007 TROPA DE ELITE (Padilha)

Estou à disposição para esclarecimentos.

Quatro-três-três

Por SÍNDICO | Em 31 de julho de 2015

Fala, Vanderlei LUXEMBURGO!

“Não vendo ilusão. Mudamos nosso foco. Estamos mais distantes do grupo de cima e os de baixo estão se aproximando. Então, temos de avançar no Brasileiro e direcionar nossos esforços pra Copa do Brasil. Quanto às mudanças no time, elas são necessárias. É o caminho é o do futebol que se joga hoje. A Alemanha foi campeã com três jogadores de meio e três atacantes. Barcelona e Bayern jogam assim. Caminhamos pro que acontece no futebol”.

Agora, vai!

É tudo muito simples

Por SÍNDICO | Em 31 de julho de 2015

O vínculo de Fábio com o Cruzeiro encerrará em março de 2016. Assim, pela legislação vigente, poderá firmar pré-contrato com outro clube a partir de setembro.

Como já aconteceu em outras ocasiões, é nesse quadro que aparece outro clube supostamente interessado em tirá-lo da Toca II. Desta vez, é o Palmeiras quem estaria disposto pagar muito pra contratá-lo.

Na sequência, o goleiro declara não saber de nada. E, desta vez, o novo diretor de futebol, Isaías Tinoco,  chama pra si a heróica tarefa de resolver a pendenga.

Ao fundo, gritos e sussuros. Gente ligada à TFC, torcida nada simpática ao goleiro, denuncia mais uma picaretagem do jogador e de seu empresário pra arrancar grana do Cruzeiro na renovação.

Pra engrossar o caldo, muitos esquerdopatas, que odeiam o cara devido à fé em Deus, declarada a cada microfone que ele vê na frente. Esse pessoal acha que Deus não existe ou, se existe, é um burguês. E jequices afins.

Enredo de novela de nível Record. Ou até pior. Mas que serve jornalista preguiçoso preparar um refogado e servir ao leitor que aprecia qualquer buchada do futebol.

E, no entanto, o caso é de simples solução. GPT deve apenas conversar com o goleiro:

— Cê qué ganhá quantu?

— Seiscentos, presida…

— Pago metade.

— Por esta mixaria, não assino.

— Tá bão, então. Muito obrigado por tudo e boa sorte em seu novo emprego.

É só isto. Não carece de tanto disse-que-me-disse, conversa fiada e cousa e lousa.

Filmes que vi, revi e recomendo (I)

Por SÍNDICO | Em 31 de julho de 2015

Matheus Chaves e Bruno RJ7L me pediram lista de bons filmes, no post da entrevista.

Aqui vai uma lista de com alguns que vi, revi e indico.

Sem ordem de preferência.

  • 1925 EM BUSCA DO OURO (Chaplin)
  • 1927 A GENERAL (Keaton)
  • 1938 ALEXANDRE NEVSKI (Eisenstein)
  • 1939 A REGRA DO JOGO (Renoir)
  • 1939 E O VENTO LEVOU (Fleming)
  • 1939 O MÁGICO DE OZ (Fleming)
  • 1941 CIDADÃO KANE (Welles)
  • 1942 CASABLANCA (Curtiz)
  • 1944 IVAN, O TERRÍVEL (Eisenstein)
  • 1948 LADRÕES DE BICICLETA (De Sica)
  • 1951 RASHOMON (Kurosawa)
  • 1952 CANTANDO NA CHUVA (Donen)
  • 1952 MATAR OU MORRER (Zinnemann)
  • 1952 UMBERTO D (De Sica)
  • 1952 VIVER (Kurosawa)
  • 1953 A UM PASSO DA ETERNIDADE (Zinnemann)
  • 1954 JANELA INDISCRETA (Hitchcock)
  • 1954 OS SETE SAMURAIS (Kurosawa)
  • 1954 SHANE (Stevens)
  • 1954 SINDICATO DE LADRÕES (Kazan)
  • 1955 VIDAS AMARGAS (Kazan)
  • 1956 RASTROS DE ÓDIO (Ford)
  • 1957 A PONTE DO RIO KWAI (Lean)
  • 1957 MORANGOS SILVESTRES (Bergman)
  • 1957 O SÉTIMO SELO (Bergman)
  • 1959 INTRIGA INTERNACIONAL (Hitchcock)
  • 1959 QUANTO MAIS QUENTE MELHOR (Wilder)
  • 1960 PSICOSE (Hitchcock)
  • 1962 LA DOLCE VITA (Fellini)
  • 1962 LAWRENCE DA ARÁBIA (Lean)
  • 1962 O HOMEM QUE MATOU O FACÍNORA (Ford)
  • 1962 O SOL É PARA TODOS (Mulligan)
  • 1963 ACOSSADO (Godard)
  • 1963 OS PÁSSAROS (Hitchcock)
  • 1965 BLOW UP (Antonioni)
  • 1965 DOUTOR JIVAGO (Lean)
  • 1967 A PRIMEIRA NOITE DE UM HOMEM (Nichols)
  • 1968 2001: UMA ODISSEIA NO ESPAÇO (Kubrick)
  • 1970 A CONFISSÃO (Gravas)
  • 1970 SONHOS DE UM SEDUTOR (Ross)
  • 1971 LARANJA MECÂNICA (Kubrick)
  • 1972 O PODEROSO CHEFÃO (a trilogia) (Coppola)
  • 1977 ANNIE HALL (Allen)
  • 1982 E.T. (Spielberg)
  • 1986 CURTINDO A VIDA ADOIDADO (Hughes)
  • 1987 A ERA DO RÁDIO (Allen)
  • 1988 CINEMA PARADISO (Tornatore)
  • 1993 MADADAYO (Kurosawa)
  • 1996 KOLYA (Sverák)
  • 1998 CENTRAL DO BRASIL (Salles)

Depois do Churrascão

Por SÍNDICO | Em 30 de julho de 2015

Cruzeiro tá desse jeito:

  • Diretor de futebol Jeremias Tonico garantiu que o clube renovará o contrato do goleiro Flávio.
  • GPT abandonou terapia na terceira sessão e disse que pode fazer, ele mesmo, o trabalho da psicanalista.
  • Time celeste já entrou na SulMinas. Os adversários, até dezembro, serão Jec, Figueira, Avaí, Chape, Coxa e Inter. Vasco, Goiás e Santos participam como convidados.
  • Se for mantido na reserva, Damião, promete abandonar o futebol e se dedicar integralmente ao boliche.
  • Cícero, pretendido pelo Cruzeiro, mandou mensagem do Além aos cornetas: “Por mais que eu tente, por mais que eu queira, por mais que eu me dedique, nunca vou conseguir agradar a todos”.
  • Apesar de tudo, Raposão, avisa que será o dentista do Leão, domingo, no Zimbábue, ops!, Recife.
  • GPT, plagiando Dillma Roussef: “Não vamos colocar meta pra este Brasileiro, vamos deixar a meta aberta e quando atingirmos a meta vamos dobrar a meta.”