Boca Juniors x Cruzeiro: O maior desafio do ano

Por SÍNDICO | Em 19 de setembro de 2018

CRUZEIRO contra Boca Juniors, neste 19set18qua21h45, Bombonera (49 mil), Buenos Aires, ida das quartas da Libertadores 2018/

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro foi o 1º de seu grupo (Racing, Vasco, LaU) e passou pelo Flamengo (2×0 e 0x1) nas oitavas; Boca, 2º do seu grupo, passou pelo Libertad (2×0 e 4×2).

CRUZEIRO Fábio – Edílson, Dedé, Leo, Egídio – Henrique, Lucas – Robinho, Neves, Rafinha – Barcos. T: Mano Menezes.

BANCO: Rafael, Manoel, Hermes, Romero, Bruno, Raniel, Sobis.

AUSENTES: Arrascaeta, Mancuello (lesionados), Sassá (poupado), Fred (transição) .

PENDURADO: Neves

ARBITRAGEM: Eber Aquino, Eduardo Cardozo, Juan Zorrilla (Paraguai). VAR: Mario Vivar, Milcíades Saldivar (Paraguai), Gery Vargas (Bolívia).

BOCA: Andrada – Jara, Izquerdoz, Magallán, Olaza — Nández, Barrios, Pérez – Pavón, Benedetto, Zárate. T: Guillermo Barros Schelotto.

BANCO: Rossi (G), Más (L), Goltz (B), Gago (V), Cardona (M), Tevez, Villa (A).

AUSENTES: Ábila (suspenso)

PENDURADOS: Ninguém.

TEMPO ensolarado, temperatura 19º, vento 16 Km/h, umidade 50%.

TRANSMISSÃO: Globo, com narração de Galvão Bueno, comentários de Roger Flores, Bob Faria e Arnaldo Cezar Coelho. Sportv, com narração de Luiz Carlos Jr. e comentários de Lédio Carmona.

HISTÓRICO: 14 jogos, 6 vitórias do Cruzeiro, 5 do Boca, 3 empates, 16 gols do Cruzeiro, 14 do Boca. Os dois clubes decidiram a Libertadores de 1977, que o Boca conquistou nos pênaltis.

Semana 2 NFL: Empate no Lambeau Field

Por SÍNDICO | Em 18 de setembro de 2018

Bears 24 : 17 Seahawks

Cowboys 20 : 13 Giants

Broncos 20 : 19 Raiders

Jaguars 31 : 20 Patriots

Rams 34 : 0 Cardinals

49ers 30 : 27 Lions

Falcons 31 : 24 Panthers

Bills 20 : 31 Chargers

Packers 29 : 29 Vikings

Saints 21 : 18 Browns

Jets 12 : 20 Dolphins

Steelers 37 : 42 Chiefs

Buccaneers 27 : 21 Eagles

Titans 20 : 17 Texans

Redskins 9 : 21 Colts

Bengals 34 : 23 Raven

Semana 37: Vitória na CB, empate no BR

Por SÍNDICO | Em 18 de setembro de 2018

Notícias do Cruzeiro na SEMANA 37 de 2018, por MAURO FRANÇA

SEGUNDA, 10SET18. TREINO fechado, com participação de Romero e Arrascaeta. /// FRED liberado pra treinar com bola, após  5 meses da cirurgia no joelho. /// VIAGEM pra São Paulo. /// ARISTIDES LOREDO, diretor de gestão de arena, demitido. /// ITAIR tem afastamento pedido por seis sócios, ex-integrantes do Conselho Deliberativo, “por ser réu em processos trabalhistas, penais e cíveis”. /// NOTA OFICIAL do clube contesta a notícia. publicada pelo Globo Esporte. 

TERÇA, 11SET18. TREINO fechado no São Paulo. /// DEDÉ atuou 45 minutos no Brasil 5×0 El Salvador, em Washington, Estados Unidos, e retornou em seguida ao Brasil, em voo fretado, junto com os flamenguistas Cuéllar e Paquetá. /// DEDÉ fez trabalho de relaxamento muscular, com o fisioterapeuta do Flamengo durante o voo. 

QUARTA, 12SET18. PALMEIRAS 0x1 CRUZEIRO. Copa do Brasil, ida semifinais, Allianz, Sampa, 31.960 pag, R$2.732.381. Gol: Barcos, 4. Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Leo, Egídio; Henrique, Lucas, Robinho (Bruno), Neves, Arrascaeta (Rafinha); Barcos (Raniel). T: Mano. PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Dracena, Barbosa; Thiago Santos (Lucas Lima), Bruno Henrique (Rocha), Moisés; Willian, Borja (Artur), Dudu. T: Scolari. /// MANO: “Foi duríssimo. O Palmeiras com mais iniciativa e volume e a gente se defendendo bem, como sempre, de forma organizada. Mesmo com um a menos seguramos o resultado porque soubemos fazer isso. Demos um primeiro passo importante, mas sabemos contra quem estamos jogando, e que vai nos criar dificuldades no Mineirão, como criaram aqui. Estaremos preparados”. /// NEVES completou 100 jogos com a camisa celeste. /// CRUZEIRO 1×2 ATLÉTICO. Mineiro Sub15, 15ª rodada, Toca I. Gol: Kelvyn. Cruzeiro: Rodrigo, Danilo (Hummes), Gabriel, Lucas, Kaiki; Henrique, Allan (Pedro), Victor Hugo (Bruno) (Ricardinho), Kelvyn; Stenio, Wesley. T: Batista. /// CRUZEIRO 1×1 ATLÉTICO. Mineiro Sub17, mesma rodada e local. Gol: Jesus. Cruzeiro: Cássio, Rian, Cesar, Alysson (Paulo), Gianluca; Alexandre (Wenison), Victor, Guilherme (Riquelmy), Bicalho; Andrei (Alejandro), Jesus (Felipe). T: Estephano.

QUINTA, 13SET18. RETORNO São Paulo. Elenco libertado. /// INGRESSOS de visitantes no clássico fixados em R$ 50 e R$240. Franga recorre ao STJD. /// CONTRATADA empresa de segurança pra impedir entrada de bandeiras e instrumentos da torcida emplumada. /// CRUZEIRO 3×0 MINAS BOCA. Mineiro Sub14, 5ª rodada, Toca I. Gols: Ícaro, Joel, Kauã. Cruzeiro: João Pedro, Ítalo, Kayke (Pedro), Fonseca, Nakamura; Kauã, Ícaro (Jhosefer), Keven, Gabriel (Lucas); Joel (Marcelo), Leandro (Victor). T: Lins.

SEXTA, 14SET18. REAPRESENTAÇÃO, com regenerativo pra titulares, treino fechado pra reservas. /// CBF autoriza entrada de bandeiras e instrumentos no Mineirão. /// STJD acata liminar das frangas e reduz ingressos de visitantes pra R$150 e R$ 75.

SÁBADO, 15SET18. TREINO fechado. /// CRUZEIRO 8×0 FUNORTE. Mineiro Sub15, 18ª rodada, Toca I. Gols: Weverton (2), Victor (2), Wendell, Urso, Wesley, Ricardinho. Cruzeiro: Ezequiel; Hummes (Rômulo), Marcão, Weverton (Pitter), Caio; Henrique (Mazega), Urso (Victor Hugo), Allan (Evertton), Wendell; Fares, Wesley (Ricardinho). T: Lucas Batista. /// CAMPANHA 1ª Fase: 1º, 37PG, 12V, 1E, 3D, 47GF, 8GC. Adversário da semifinal: Novos Horizontes. /// CRUZEIRO 5×0 FUNORTE. Mineiro Sub17, 18ª rodada, Toca I. Gols: Alejandro (2), Nardoci, Riquelmo, Andrei. Cruzeiro: Cássio; Júlio César (Jesus), Nardoci (Carlos), Votorantim, Paulo (Riquelmo); Fabiano (Andrei), Riquelmy (Heitor), Alejandro, Presses; Maranhão, Felipe. T: Fred Pacheco. /// CAMPANHA 1ª fase: 2º lugar, 34PG, 10V, 4E, 2D, 34GF, 9GC. Adversário na semifinal: Amdh /// CRUZEIRO 2×1 UBERLÂNDIA. Mineiro Sub20, 7ª rodada Hexagonal, Toca I. Gols: Popó, Laércio. Cruzeiro: Brazão; Luiz Gustavo, Ronaldo (Jonathan), Cacá, Rafael; Adriano, Rafinha (Evandro), Bicalho (Marco Antônio), Caio (David); Laércio, Popó (João Luiz). T: Resende. /// FIAT MINAS 3×2 SADA CRUZEIRO (22/25, 25/19, 25/17, 20/25, 15/12). Mineiro Vôlei, 3ª rodada, Pelezão, Três Corações. Cruzeiro: Cachopa, Luan, Filipe, Rodriguinho, Levi, Robert, Serginho. Entraram Sandro, Oppenkoski, Leozinho, Bauer. T: Mendez. /// ATLETISMO: Gilmar Silvestre vence etapa de Ribeirão Preto do Circuito Caixa.

DOMINGO, 16SET18. CRUZEIRO 0x0 ATLÉTICO-MG. Brasileiro, 25ª rodada, Mineirão, Beagá, 21.795 pag, R$1.304.712. Cruzeiro: Rafael; Ezequiel, Manoel, Murilo, Hermes; Romero, Cabral; Bruno, Mancuello (Sobis) David (Neves); Raniel (Sassá). T: Mano Menezes. Mineiro: Victor; Emerson, Leonardo, Maidana, Santos; Adílson (Galdezani), Elias, Cazares, Luan (Edinho); Chará (Terans), Ricardo. T: Larghi. /// MANO: “Hoje, nossa melhor equipe foi essa que entrou. Não é conversa fiada. A gente força às vezes a terminologia de que não tem time reserva e titular, mas é claro que tem. Tivemos algumas dificuldades no 1º tempo. As duas chances que o adversário teve foi quando erramos dois rebotes e cedemos dois contrataques. Treinamos no 1º tempo e fomos mais organizados no 2º, quando o time foi bem mais produtivo e empurrou o adversário, que não teve nenhuma chance nessa parte do jogo. Fizemos um 2º tempo bem melhor que o 1º.”. /// ATLETISMO: Wellington Bezerra é o 11º na 45ª Maratona de Berlim. Em Belém, Valdir Oliveira e Franciane Moura venceram a 2ª Corrida do Grupo Líder. Na etapa de Sobral do Circuito Sesc, José Márcio Leão foi 3º, seguido por Gilmar Oliveira e Cícero Vieira. Sérgio Celestino foi 3º na 16ª Meia Maratona de São Bernardo do Campo. Reginaldo Silva vence Corrida 270 anos da Matriz de Nossa Senhora da Piedade, Barbacena. Selma Flaviana foi 2ª, Fabiana Araújo 3ª. Em Divinópolis, Ivamar Oliveira vence 1ª Corrida Santuário do Senhor de Bom Jesus.

Mano: “Treinamos no 1º tempo, jogamos no 2º”

Por SÍNDICO | Em 18 de setembro de 2018

PITACOS acerca do CRUZEIRO 0-0 ATLÉTICO-MG, Mineirão, Belo Horizonte, 16set18dom16h, 25ª rodada do Brasileiro de 2018?

MANO MENEZES: Saímos mais uma vez fortes pra uma decisão. Já passamos por isso, já fiz essa escolha e ela está se tornando mais fácil, porque a equipe está bem. Não é fácil ter jogos decisivos toda quarta. Hoje, nossa melhor equipe foi esta. Não é conversa fiada. A gente força às vezes dizendo que não tem time reserva e titular, mas é claro que tem. Tivemos algumas dificuldades no 1º tempo. As duas chances que o adversário teve foi quando erramos dois rebotes e cedemos dois contrataques. Num levamos a bola pra dentro, perdemos e levamos o contragolpe. Depois, també. Treinamos no 1º tempo e fomos mais organizados no 2º, quando o time foi mais produtivo e empurrou o adversário, que não teve mais chances.

SASSÁ: A gente mereceu vencer, principalmente pelo 2º tempo, quando criamos mais que o adversário. 

DOUGLAS VELLOSO: A Franga pressionou durante 20 minutos, quando teve algumas chances, mas com posse de bola estéril. O Cruzeiro tentava contratacar, mas pouco fez na 1ª etapa. Mancuello e David não mostraram nada além de disposição. Sobis entroum, o  ataque melhorou e a bola ficou mais no campo de defesa emplumado. Bruno e Ezequiel fecharam bem o lado esquerdo do adversário, onde aconteciam as jogadas mais perigosas. O 2º tempo começou com o Cruzeiro atacando mais, Cabral ditando o ritmo e Sobis achando o seu lugar. Depois, com a entrada do Sassá o jogo virou, mas faltou capricho e entrosamento. 

SOUZA: Achei que os reservas venceriam, mas valeu pela dedicação. Boas notícias foram as voltas do Sassá e Sobis. Enfim, novas opções pro ataque.

CELESTE CAMPOS  Cruzeiro poderia ter vencido. O time esteve bem , mas o Sassá é muito atrapalhado. Tomara que o Mano não invente de escalado contra o Boca

JOÃO COSTA. O jogo não foi tão morno quanto estão dizendo,  As frangolas viram que o catadão não era mole como pensaram e ficaram com medo de perder. Foi parelho. À exceção de Ezequiel, a defesa celeste foi muito bem, destacando-se Rafael, o melhor do jogo, ee Manoel. Romero e Cabral também atuaram bem. O ataque só melhorou com as entradas de Neves e Sassá na etapa final.

ROSAN AMARAL: Fazia tempo que não via as cocotas tão desorganizadas. Mano estruturou bem o Cruzeiro e acabou com o meio de campo delas.

KING ARTHUR: Esperava que os reservas mostrassem serviço, mas o que se viu foi o pessoal maltratando a bola. Sassá, mesmo jogando pouco tempo, foi o melhor. Ele tem raça e decisão como poucos.

WALLACE FERREIRA: Manoel, o melhor. E olha que sou crítico demais dele… hehehe… Cabral e Rafael jogaram bem. E Raniel foi um guerreiro. Hermes, Bruno e Romero foram os piores.

MATHEUS PENIDO: Com gente mais qualificada na frente, desde o começo, o Cruzeiro teria vencido.

Neymar, segundo Klopp

Por SÍNDICO | Em 17 de setembro de 2018

JURGEN KLOPP, técnico alemão do Liverpool:

“Algumas pessoas criticam Neymar por ele fazer a situação parecer um pouco pior, quando sofre falta. Pra mim é completamente normal essa reação, porque os jogadores realmente fazem a falta. Ele tem que se proteger, eu entendo isso também. Se o rival tem um cartão amarelo, ele tem mais chance de ganhar um vermelho. No jogo contra ele, vamos tentar evitar que os passes cheguem a ele, tentar evitar que ele ganhe as jogadas, o que é um grande trabalho, pra ser honesto. Ele é um jogador fantástico, fora de série. Ele não estava em plena forma na Copa, ainda tinha a lesão, todo mundo podia ver isso. Mas ele assumiu a responsabilidade de jogar pelo seu país, sem estar em forma. A Bélgica fez um jogo incrível contra o Brasil, mas se Neymar estivesse em forma, o Brasil teria ganho”.

Tem gente que leva Jurgen Kloop a sério e tem gente que fica com a opinião do Thiago Maranhão, um mero mesarredondista politicamente correto.

Eu fecho com o Klopp…

Romero, Cabral, Rafael e Sassá, os destaques

Por SÍNDICO | Em 17 de setembro de 2018

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 0-0 ATLÉTICO-MG, Mineirão, Belo Horizonte, 16set18dom16h, 25ª rodada do Brasileiro de 2018:

TORCIDA CELESTE não compareceu em grande número, afinal, o clube já sinalizou que o Brasileiro não está nos planos. Apesar de reduzida, incentivou seu time e impediu que as três mil frangas levantassem suas vozes, abafando-as toda vez que tentava cacarejar.

EZEQUIEL, firme na marcação, foi ao ataque algumas vezes. Não comprometeu, apesar dos comentários desabonadores que recebeu dos fanáticos do contra.

MANOEL foi um beque ao pé da letra. Não deu moleza para os adversários impondo-se fisicamente nas disputas e rebatendo as bolas que passaram por perto. E foi perfeito na cobertura pela direita. Atuação perfeita.

MURILO cometeu o erro, perdeu um gol e acertou tudo o mais, neutralizando o ataque das frangas.

HERMES passou por sérias dificuldades com Emerson Luan na etapa inicial. No segundo tempo resolveu o problema de marcação apoiou bem. Em seu melhor momento, obrigou o goleiro emplumado a uma defesaça, com um chute certeiro de fora da área.

ROMERO apresentou seu cartão de visitas logo de cara, com um carrinho idiota na lateral, que lhe rendeu um amarelo desnecessário quando ainda faltam uma hora e meia de jogo pela frente. Preso na frente da biqueira, só foi ao ataque na reta final do jogo, quando as frangas estavam retraídas e o time celeste jogava na intermediária delas.

CABRAL deu passes precisos, armou o jogo e ajudou na marcação. Só vacilou num carrinho besta, numa zona morta do campo.

BRUNO andou brigando a coma bola, mas cumpriu papel tático importante, fechando o lado direito.

MANCUELLO desempenhava um papel tático importante, tentando armar pelo meio, segurando a bola no campo adversário e ajudando a fechar o meio de campo, mas sentiu lesão na coxa e foi para o vestiário muito cedo.

DAVID fez uma boa jogada e subiu. Sentiu câimbras e saiu mais cedo.

RANIEL perdeu o duelo para a defesa emplumada na etapa inicial e foi substituído na parte final, sem deixar saudade.

SOBIS entrou no decorrer da etapa inicial e chutou a gol, algo o time não fazia. Foi bem até o fim, marcando e atacando.

NEVES entrou no decorrer do segundo tempo e mudou a cara do jogo, com boas jogadas e movimentação incessante. As frangas trataram de cuidar dele, encolheram-se e perderam volume de jogo.

SASSÁ botou fogo na partida, com jogadas verticais, sempre buscando o gol.

MANO escalou o time reserva e contou com a sorte de não ter jogadores expulsos, embora Romero e Cabral tenham lutado por um vermelho. Na etapa final colocou Neves e Sassá em campo e, por pouco, não consegue raros três pontos com seu time B.

CRUZEIRO foi dominado na primeira meia hora, equilibrou e foi dono do jogo no segundo tempo. A dificuldade para fazer gols foi o que impediu a vitória.

MINEIRO começou lépido e fagueiro, criou duas oportunidades, não marcou e começou a sentir medo de ser derrotado pelos reservas do Cruzeiro. Amedrontado, caiu na defesa e tratou de segurar o empate, muito comemorado por seu treinador.

ÁRBITROS não atrapalharam.

MelhorDoJogo: ROMERO [[[16]]] Bitencourt, Arreguy, Maury, Victor, Rocha, Rezende, Barros, Romeu, Dulce, Klauss, Julim, Marcoalex, Viana, Rosan, Militão, Pinheiro —– CABRAL [[[15]]] Rizzi, Velloso, Anchieta, Schrier, Zuloobas, França, Rossi, Luizanton, Chaves, Vilela, Penido, Jotapê, Thais, Amaral, Síndico —– RAFAEL [[[13]]] Uol, Celeste, Dudu, Dourado, Nem, Márcio, Macaco, Morato, João, Markin, Walterson, Nanayoski, Barnabé —– SASSÁ [[[5]]] Furletti, Milani, Burian, King, Paulo —– MANOEL [[[3]]] Freitas, Vasconcelos, Velame —– NEVES [[[1]]] Ianni —– RANIEL [[[1]]] Olivieri —– MANO [[[1]]] Romarol. —– VICTOR [[[1]]] Beth.

Cruzeiro 0x0 AtléticoMG: Um tempo de cada time

Por SÍNDICO | Em 16 de setembro de 2018

CRUZEIRO contra AtléticoMG, neste 16set18dom16h, no Nibeirão (62 mil), Belo Horizonte, pela 25ª rodada do Brasileiro 2018.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 1º, cm 15.288 pontos; Mineiro, o 5º, com 14.312.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 7º, com 33 pontos; Mineiro, o 4º, com 41 pontos.

CRUZEIRO: Rafael — Ezequiel, Manoel, Murilo, Hermes — Romero, Cabral — Bruno, Mancuello, David — Raniel. T: Mano Menezes.

BANCO: Eudes, Edílson, Leo, Egídio, Brey, Henrique, Lucas, Rafinha, Neves, Sassá, Barcos, Sobis.

AUSENTES: Dedé, Fábio (poupados), Robinho (suspenso), Arrascaeta (lesionado), Fred (transição).

PENDURADOS: Egídio, Romero, Sobis, Neves.

ARBITRAGEM: Rafael Traci (Cbf-PR), Ivan Carlos Bohn (Cbf-PR), Rafael Trombeta (Cbf-PR).

MINEIRO: Victor — Emerson, Leonardo, Maidana, Santos — Adílson, Elias — Luan, Cazares, Chará — Ricardo. T: Larghi.

BANCO: Cleiton G, Michael G, Patric L, Gabriel B, Hulk L, Lucas Cândido V, Galdezani V, José Wellison V, Andrade M, Terans, M, Denílson A, Leandrinho A.

AUSENTES: Uílson, Blanco (lesionados).

PENDURADOS: Fábio Santos, Galdezani, Leonardo Silva, Maidana, Patric, Ricardo Oliveira, Victor.

TRANSMISSÃO: Globo para MG (com narração de Rogério Corrêa, comentários de Bob Faria e Márcio Rezende Freitas, reportagens de Elton Novais e Guto Rabelo). Premiere e Premiere Internacional (com Jaime Júnior e Henrique Fernandes).

TEMPO chuvoso, temperatura 23º, vento 5 Km/h, umidade 80%.

CRUZEIRO 0x0 ATLÉTICO-MG, 16set18dom16h. TEMPO chuvoso, temperatura 22º, vento 5 Km/h, umidade 80%. LOCAL: Mineirão (62 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: 25º rodada, Brasileiro 2018. TRANSMISSÃO: Globo e Premiere. PÚBLICO: 21 795 pagantes, 24.999 presentes, R$1.304.712, média R$. ARBITRAGEM: Rafael Traci, Ivan Bohn, Rafael Trombeta (PR). AMARELOS: Adílson, Romero, Cabral, Ezequiel. CRUZEIRO:. Rafael; Ezequiel, Manoel, Murilo, Hermes; Romero, Cabral; Bruno, Mancuello (Sobis 79) David (Neves, 65); Raniel (Sassá, 75). T: Mano Menezes. MINEIRO: Victor; Emerson, Leonardo, Maidana, Santos; Adílson (Galdezani, 64), Elias, Cazares, Luan (Edinho, 77); Chará (Terans, 65), Ricardo. . T: Thiago Larghi.

HISTÓRICO: 467 jogos. O Cruzeiro venceu 159, empatou 126 e perdeu 182, com 599 gols a favor e 654 contra. Pelo Brasileiro, foram 66 jogos. O Cruzeiro venceu 22, empatou 21, perdeu 23, marcou 89 gols, sofreu 84. Os dois clubes já se enfrentaram em 23 decisões do Mineiro. O Cruzeiro venceu 12 (40, 67, 72, 77, 87, 90, 98, 04, 08, 09, 11, 14, 18), perdeu 9 (31, 54, 62, 76, 85, 00, 07, 13, 17) e empatou uma (56). Na Copa dos Campeões Mineiros 1999, a vitória foi do Cruzeiro. Em fases preliminares, o Cruzeiro foi eliminado pelo rival nas quartas do Brasileiro de 1999 e o eliminou nas semifinais da SulMinas de 2001 e 2002, do Mineiro de 2005 e 2006 e da Copa Montevidéu 2009 e foi eliminado nas semifinais do Mineiro 2015. Na Copa do Brasil, o Cruzeiro perdeu a final de 2014. Foram 239 clássicos no Mineirão. O Cruzeiro venceu 86, empatou 77, perdeu 75, marcou 278 gols, sofreu 255. Pelo Mineiro, foram 270 jogos, com 92 vitórias do Cruzeiro, 69 empates, 109 derrotas, 293 gols a favor, 341 contra. Pela Primaliga, 1 jogo, 1 vitória do Cruzeiro que fez 1 gol e não sofreu nenhum.

DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Brasileiro: 57 participações em 62 campeonatos, 1.391 jogos, 602 vitórias, 375 empates, 414 derrotas, 2.025 gols marcados, 1.568 sofridos. Aproveitamento de 52,3%.

25ª BR18: Cruzeiro em 7º

Por SÍNDICO | Em 15 de setembro de 2018

CEARÁ 2×0 VITÓRIA 15set18sab16h 25ª BR18 Castelão 31.502

GRÊMIO 2×0 PARANA 15set18sab16h 25ª BR18 Humaitá 18.440

VASCO 1×1 FLAMENGO 15set18sab19h 25ª BR18 Nacional 54.288

BOTAFOGO 1×0 AMÉRICA 16set18dom11h 25ª BR18 Engenhão 23.089

CRUZEIRO 0x0 MINEIRO 16set18dom16h 25ª BR18 Mineirão 21.795

BAHIA 1×1 PALMEIRAS 16set18dom16h 25ª BR18 Fontenova 24.295

PARANAENSE 3×1 FLUMINENSE 16set18dom16h 25ª BR18 Baixada 10.343

SANTOS 0x0 SÃO PAULO 16set18dom16h 25ª BR18 Vila Belmiro 13.488

CORINTHIANS 1×1 SPORT 16set18dom19h 25ª BR18 Itaquera 20.901

CHAPECOENSE x INTERNACIONAL 17set18seg20h 25ª BR18 Condá 16.981

Lugares: 469.000 Público: 235.122 Média: 23.512 Ocupação: 50%

Velloso: “Defesaça e gol, ótima sequência de golpes”

Por SÍNDICO | Em 14 de setembro de 2018

PITACOS acerca do PALMEIRAS 0-1 CRUZEIRO, no Allianz, São Paulo, 12set18qua21h45, ida das semifinais da Copa do Brasil 2018:

MANO MENEZES: Valorizo muito o resultado. Foi um jogo duríssimo. Fizemos um gol cedo, o que criou uma situação natural. O Palmeiras com mais iniciativa e volume e a gente se defendendo muito bem, como sempre. A equipe se manteve organizada durante os 100 minutos. Mesmo com um homem a menos, mantivemos o que tínhamos que faze e só seguramos o resultado porque soubemos fazer isso, apesar de todo o volume que o Palmeiras. Optei por escalar todos os titulares porque eles tinham condições de jogo. O Arrascaeta sentiu uma contratura no outro músculo, não no que nos preocupava antes do jogo. Robinho saiu pra não sr levado ao extremo. Fiz a alteração e depois transformei o Bruno num lateral direito, porque precisamos, após a expulsão do Edilson). Saio feliz com a entrega dos jogadores, por Barcos voltar a fazer gol. Ee havia feito contra o Sport, no Recife, mas não valeu. A gente sabe como é difícil ser campeão da Copa do Brasil e estamos tentando ser bicampeões. Demos um primeiro passo importante, mas sabemos contra quem estamos jogando, e que vai nos criar dificuldades lá no Mineirão, como criaram aqui. Mas estaremos preparados.

HENRIQUE: Jogamos pra vencer e fomos felizes. osso time foi aguerrido e mereceu a vitória. A pressão do final do jogo é natural, porque eles estavam com um a mais. Vamos jogar pra vencer na volta também.

BRUNO BARROS: Dracena deu uma braçada malandra na cara do Fábio. Talvez tenhaaté tocado na bola com a mão. Falta. E o Dudu, amarelado, se jogando ao chão a cada lance, fazendo hora extra em campo? E dar amarelo por uma mão duvidosa pro Edilson? O juiz foi bem, apesar de ter nas picapes o egocêntrico Péricles Bassols, que barulhou desnecessariamente o juiz principal, confundindo-o algumas vezes, em lances em que não havia necessidade de intervenção do var.\

DOUGLAS VELLOSO: Cruzeiro fez excelente partida, encaixando bema marcação já nos primeiros quinze minutos. A defesça do Fábio e o gol foi uma ótima sequência de golpes. A defesa estava impecável, com Lucas e Henrique próximos. Robinho e Neves sempre jogando verticalmente, até arriscando mais por conta da vantagem. Barcos conseguiu fazer o pivô enquanto teve fôlego. As mudanças foram necessárias por lesão. Bruno foi bem. Rafinha não foi o escape pretendido e também não segurou a bola. Os melhores foram Fábio, Leo, Dedé e Egídio. pela ordem.

JR GALVÃO: Resultado gigante, com a exibição de sempre, incluindo os milagres do fabio e a nulidade de alguns.

WAGNER CPM: Fábio foi atrapalhado pelo Leo e sofreu falta do Dracena. Depois de errar na expulsão do Edilson, pelo critério, não pela regra, o juiz acertou perfeitamente no último lance do jogo.

MIGUEL TOLENTINO: Olé disse: “O rival do Boca recebeu um incrível presente: anularam um gol do Palmeiras por falta que só o árbitro viu”.  Disse também que o time do Cruzeiro é sempre certeiro. Os gringos entendem mesmo do riscado, a tal ponto de não cair no conto do “time bem postado defensivamente e sem deixar espaços”, que é a maior falácia dos adeptos do manobol.

POLACO: Fábio disse: “alguém me empurrou”. O resto é conversinha pra fazer jacaré dormir. Um dos cinco melhores goleiro do mundo não ia mentir nunca… Fato!

CLÁUDIO ARREGUY. Eu não vi falta, mas meus companheiros do Linha de Passe, na espn, acham que foi falta do Dracena.

CELESTE CAMPOS: O dia seguinte pós vitória é pra comemorações. E acho desnecessário sofrer por jogos que ainda não aconteceram. A vida, por si só, já é difícil.

ROSAN AMARAL: A turma do contra está babando de raiva. 

Fábio, Dedé e Leo, intransponíveis

Por SÍNDICO | Em 13 de setembro de 2018

ATUAǘOES dos protagonistas do PALMEIRAS 0-1 CRUZEIRO, no Allianz, São Paulo, 12set18qua21h45, ida das semifinais da Copa do Brasil 2018:

TORCIDA CELESTE cantou sem parar. Formada por torcedores “desorganizados”, já que nenhuma das organizadas esteve presente, não parou de incentivar o time e provocar, de forma sadia, os palmeirenses que a cercavam. No lance mais tenso, aquela bola que o Egídio mandou contra o arco celeste, a torcida imediatamente começou a gritar o nome do lateral, para apoiá-lo. Torcida nota 10. O ponto negativo foi o policiamento deixar todo mundo em pé durante uma hora, nos corredores do estádio, antes de liberar a saída. (Gil Campos)

FÁBIO fez três defesaças neutralizando as três chances de gol do adversário. (Síndico)

EDÍLSON estava muito bem, até perder a cabeça e quase colocar a vitória em risco, a obrigando seu time a jogar 18 minutos com um a menos. (Bruno Setelagoas). —– Foi bem. O lance não foi pra amarelo e um xingamento de costas não deveria servir nem para desabafar. Juiz foi sacana demais. (Renato Engenheiro)

DEDÉ rebateu 17 bolas, fez 3 desarmes e não deu nenhum passe errado. Tudo isto, 24 horas após jogar pela Seleção e enfrentar 12 horas de voo. (Walfrido Nascimento)

LEO, no panteão dos grandes da história do Cruzeiro. Está jogando demais. (Renato Engenheiro)

EGÍDIO venceu a maioria dos duelos contra Dudu e quem mais apareceu no seu setor. No fim, quase meteu gol contra, que Fábio evitou. (Síndico)

HENRIQUE Jogou muito. Defensivamente, foi um monstro. Errou alguns passes bobos o que não comprometeu em absolutamente nada. (Bruno Setelagoas)

LUCAS segurou demais a bola, que perdeu ao menos três vezes. (Claudinei Vilela)

ROBINHO deu o passe para o gol e participou de outras boas no ataque. Saiu mais cedo, acreditando que ainda tinha gás para seguir em campo. (Síndico)

NEVES, o melhor do jogo, foi o principal motor das jogadas de ataque, participando do gol com um lindo passe em profundidade pra Robinho e criando outras chances perigosas. De quebra, ajudou muito na marcação, auxiliando os volantes no combate ao meio-campo do Palmeiras, especialmente no segundo tempo. (Uol Esporte)

ARRASCAETA nitidamente sem saúde, poupou-se. (Renato Engenheiro)

BARCOS além do gol, marcou a saída de bola. Mais não pôde fazer devido à inoperância do time na criação. (MM Rizzi)

RAFINHA substituiu o lesionado Arrascaeta e foi um lutador. Ofensivamente, nada criou, mas atrapalhou bastante os adversários que entraram em seu raio de ação. (Síndico)

BRUNO tinha obrigação de fechar o lado direito e por lá nada mais foi criado, a partir de sua entrada. (Bruno Setelagoas)

RANIEL entrou na etapa final e não teve muito o que fazer, pois a bola já não chegava muito ao ataque. (Síndico)

MANO escalou o que tinha que escalar e mudou o que tinha que mudar. (Bruno Setelagoas) —– Devia ter colocado o David no jogo. Seria um grande teste para o garoto. (João Costa)

CRUZEIRO fez um gol logo de cara e soube se defender. Criou uma segunda chance ainda na etapa inicial e, daí para a frente, só se defendeu. O que fez bem. (Síndico)

PALMEIRAS criou três chances de gol, embora tenha ficado a maior parte do tempo no campo de defesa do Cruzeiro. Na etapa inicial, foi pouco criativo, na final, coma entrada de Lucas Lima, trabalhou melhor as jogadas, mas não o suficiente para vencer o goleiro Fábio. Antônio Carlos, Mayke e Barbosa foram seus melhores jogadores. Dudu, o mais chato, tanto para a defesa celeste, quanto para o trio de arbitragem. (Síndico)

ÁRBITROS acertaram tudo, inclusive a falta de Dracena sobre Fábio, aos 92, que gerou muita discussão. O que no funcionou bem foi a sincronia Juiz-Var. O jogo foi paralisado excessivamente pra pitacos desnecessária dos caras da cabine. (Síndico)

MelhorDoJogo => FÁBIO [[[34]]] Itamar, Rizzi, Soares, Magalhães, Bitencourt, Dulce, Klauss, Rezende, Zuloobas, Moniquete, Romarol, Chaves, Ronaldo, Luizanton, Velame, Beth, Avelar, Olivieri, Wagner, Milani, Fonseca, Maury, Polaco, Penido, Clodoália, Nem, Vasconcelos, Sobrinho, Celeste, Monica, Marilu, Patrícia, Dudu, Pedro —– DEDÉ [[[11]]] Walterson, Arreguy, Walfrido, Rossi, Schrier, Borroló, França, Alex, Bastos, Burian, Anchieta —– LEO [[[5]]] Wallace, Viana, Gil, Romeu, Julim —– HENRIQUE [[[3]]] André, Seixas, Barnabé —– NEVES [[[3]]] Uol, Jotapê, Síndico —– EGÍDIO [[[3]]] Soalheiro, Setelagoas, Marcoalex —– BARCOS [[[1]]] Nanayoski —– LUCAS [[[1]]]] Evandro —– MANO [[[5]]] Vilela, Hiram, Morato, Lucielena, Thais.